Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Atriz Anne Heche acusa Harvey Weinstein de assédio: ‘Monstro’

Atriz comemora a pressão que movimentos contra assédio e abuso sexual estão fazendo sobre poderosos como o produtor

Nesta quinta-feira, a atriz Anne Heche (de Sete Dias, Sete Noites e Donnie Brasco) juntou-se a outras mulheres que têm péssimas lembranças de Harvey Weinstein. Segundo ela, o produtor, multiplamente acusado de assédio e abuso sexual, investiu contra ela uma vez com o pênis para fora da calça e que isso a fez perder um trabalho para a empresa dele.

Anne contou os detalhes durante uma entrevista ao podcast Allegedly with Theo Von & Matthew Cole Weiss. “Não há monstro pior (em Hollywood) e é ótimo que ele seja derrubado”, desabafou, ao alegar que ela já precisou correr de uma sala quando se negou a fazer sexo oral nele. “A verdade é que fui demitida de um trabalho para o qual me contrataram na Miramax. As implicações por precisar me defender foram tão profundas quanto algumas das cicatrizes de mulheres que foram fisicamente coagidas.”

A atriz conta que tirou força para enfrentá-lo do fato de ter sofrido abuso na infância, caso que ela revelou em um livro autobiográfico. Também se solidariza com todas as atrizes que sofreram com isso caladas, sem coragem de tomar uma atitude. “Você vem para Los Angeles, você está sozinha, você não tem amigos e é disso que ele tira proveito, essa garota isolada e vulnerável”, analisa.

Por isso, comemora o barulho que movimentos como o Time’s Up e o #MeToo vêm fazendo. “Isso não significa que isso não vá mais acontecer, mas, com certeza, conseguiu dar um chute no saco desses homens nos últimos meses”, disse.