Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Astros de k-pop são condenados por estupro

Jung Joon-young e Choi Jong-hoon irão pegar de seis a cinco anos de cadeia por abusar de uma mulher inconsciente, filmar e compartilhar o ato

Jung Joon-young e Choi Jong-hoon, astros de k-pop, foram condenados hoje respectivamente a seis e cinco anos de prisão pelo estupro coletivo de uma mulher embriagada. Eles também serão obrigados a frequentar um seminário de 80 horas sobre violência sexual e foram banidos de trabalhar com crianças. A sentença de Jung foi mais alta porque, além do ato sexual, ele filmou e compartilhou o crime com seus amigos.

O caso da dupla é mais um entre tantos escândalos que movem o cenário do pop sul coreano. No domingo passado, a cantora Goo Hara foi encontrada morta em sua casa, em Seul. Ela tinha sofrido cyberbullying do namorado, que ameaçou divulgar vídeos dos dois tendo relações sexuais. O caso dos astros do k-pop é ainda mais perverso. Eles abusavam sexualmente de fãs que não tinham as mínimas condições de resistir e depois exibiam as cenas degradantes em suas redes sociais”. “Não consigo imaginar a dor que essas pessoas sentiram ao descobrir essa exposição”, disse a autoridade que cuidou do caso de Jung e Choi. O juiz acusou Jung de usar as mulheres como ferramenta de prazer.

 

Jung, de 30 anos, afirmou que estava arrependido de seus atos. “De agora em diante, viverei em remorso”. O cantor tinha abandonado o showbiz em março deste ano quando admitiu publicamente sua péssima conduta sexual. Choi, também de 30 anos, não demonstrou arrependimento.