Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Apesar de Trump, Justin Bieber pede cidadania americana

Cantor canadense já se recusou a se apresentar em evento do republicano; ele se casará com a modelo americana Hailey Baldwin, neta do músico Eumir Deodato

O cantor Justin Bieber entrou com um pedido para obter a cidadania americana. Bieber, 24 anos, nasceu na cidade de London, no estado canadense de Ontario, mas atualmente mantém residência em Los Angeles. A informação foi dada pelo site americano TMZ, especializado na cobertura de celebridades.

O pedido dele é pela dupla cidadania, o que significa que poderá preservar a sua cidadania canadense. Bieber já possui o green card, que é um documento que lhe concede residência permanente nos Estados Unidos.

Um dos maiores ídolos canadenses – e mundiais -, Bieber faz o pedido num momento em que as relações diplomáticas e comerciais entre o seu país natal e os Estados Unidos estão estremecidas, por causa da política nacionalista do atual presidente americano Donald Trump. O político republicano ameaça romper com o acordo de livre comércio da América do Norte e impor pesadas perdas comerciais para os canadenses.

O próprio Bieber protagonizou uma polêmica há dois anos com Trump, ao rejeitar participar de um evento do Partido Republicano com a participação do então candidato à presidência. Bieber pediu para mostrar faixas do movimento Black Lives Matter (Vidas Negras Importam), o que teria sido negado pelos organizadores. Na ocasião, ele também foi incentivado a desistir de se apresentar pelo seu empresário, Scooter Braun, que era apoiador da democrata Hillary Clinton.

O cantor de pop e R&B vai se casar em breve com a modelo americana Hailey Baldwin, 21 anos. Ela vem de uma família de artistas: seu pai é o ator Stephen Baldwin, e o avô paterno, o também ator Alec Baldwin. Sua mãe é a brasileira Kenny Deodato, filha do músico Eumir Deodato, um dos grandes nomes da bossa nova.