Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Morre o escritor húngaro Péter Esterházy, aos 66 anos

Autor, um dos mais importantes da Hungria, esteve no Brasil em 2011 para participar da Festa Literária Internacional de Paraty

O escritor húngaro Péter Esterházy, o maior expoente do pós-modernismo literário da Hungria e um dos mais importantes autores da Europa, morreu nesta quinta-feira aos 66 anos, informou a editora húngara Magvetö. “A família e a editora informam com grande dor que Péter Esterházy faleceu na tarde do dia 14 de julho de 2016”, explica o breve comunicado que a empresa publicou em seu site e em sua página no Facebook.

Leia também:
Péter Esterházy: ‘O escritor deve ser político mesmo quando não pode falar de política’

Nascido em Budapeste em 14 de abril de 1950, em uma das famílias aristocratas mais importantes da Hungria, Esterházy se dedicou plenamente à literatura desde 1978, após estudar matemática na Universidade Elte, na capital húngara. Sua obra foi traduzida para mais de vinte idiomas, incluindo o português, pela editora Cosac Naify, e reconhecida com vários prêmios, como o Ordre des Arts et des Lettres, da França, o Prêmio Herder, da Alemanha e o Prêmio Kossuth, da Hungria.

Em 2015, o escritor admitiu que sofria de câncer de pâncreas descoberto seis meses antes. O escritor era membro da Academia Europeia de Ciências, Artes e Letras, da Academia de Arte de Berlim e da Academia de Ciências da Hungria.

Em 2011, Esterházy esteve na Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) para apresentar Os Verbos Auxiliares do Coração.

(Com agência EFE)