Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Aos 49 anos, Brad Pitt enfrenta crise de meia-idade

Frustração por não ter um Oscar e peça publicitária infeliz foram fatores determinantes para detonar a atual 'difícil fase' do ator

Um dos astros mais influentes e rentáveis de Hollywood há décadas, Brad Pitt, que completou 49 anos nesta terça, parece não ser imune à clássica crise de meia-idade. Segundo fontes ouvidas pelo tabloide britânico The Sun, a frustração por nunca ter ganhado um Oscar — este ano ele concorria por Moneyball, O Homem que Virou o Jogo — foi amplificada pela recente campanha publicitária do perfume Chanel nº 5. O comercial, estrelado por ele e já ridicularizado por humoristas americanos, levou Pitt ao fundo do poço.

O comercial do Chanel nº 5 chamou atenção primeiramente porque foi a primeira vez que um homem divulgou a marca. Mas o problema maior é que o texto entregue a Pitt é péssimo. Nem a presença do ator foi capaz de salvar um monólogo tão raso. O vídeo é constrangedor.

Paródia – Vergonha alheia, o anúncio não foi perdoado por humoristas, o que, segundo um amigo, chateou Brad Pitt. “Ele ficou abalado com a paródia feita do Saturday Night Live daquele comercial hediondo porque não está acostumado a ser alvo de piadas”, afirmou. “Além disso, Pitt tem padrões muito elevados em relação ao seu trabalho. Ele esteve ótimo em seus últimos filmes, mas não o suficiente para ele. Ter perdido o Oscar por Moneyball foi uma frustração maior do que ele deixa transparecer.”

Angelina Jolie durante a cerimônia do Oscar 2012 Angelina Jolie durante a cerimônia do Oscar 2012

Angelina Jolie durante a cerimônia do Oscar 2012 (/)

Leia também:

Brad Pitt leva a Cannes filme sobre gângsteres modernos

Até o episódio envolvendo Angelina Jolie no tapete vermelho do Oscar deste ano — a noiva deixou a perna direita propositada e ridiculamente à mostra pela fenda de seu vestido Versace — mexeu com Pitt. “Ele não gostou de ser ofuscado pela perna de Angelina”, disse o amigo. O casal anunciou o noivado em junho e deve se casar em breve.

Para piorar a situação, o novo filme de Pitt, O Homem da Máfia (Killing Them Softly), em cartaz nos Estados Unidos desde 30 de novembro, recebeu elogios da crítica, mas não teve a mesma resposta do público. O longa arrecadou 6,8 milhões de dólares no fim de semana de estreia e seu custo de produção, de 15 milhões de dólares, não havia sido superado até esta semana. Segundo dados do site Box Office Mojo, no dia 17 o longa tinha arrecadado 14,2 milhões de dólares nos Estados Unidos.

É pouco? Pitt ainda tem que lidar com o sonho romântico de Angelina, que pretende se mudar com a família para a Europa. O ator prefere morar em Los Angeles e tem se esforçado para dissuadir a noiva. Quem disse que a vida de celebridade é fácil?