Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Anna Muylaert é convidada a integrar a Academia do Oscar

Em nome da diversidade, associação chama 683 artistas e produtores do cinema mundial. Entre os brasileiros, estão a diretora de 'Que Horas Ela Volta?' e o diretor Alê Abreu, de 'O Menino e o Mundo'

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, organizadora do Oscar, anunciou nesta quarta-feira o convite a 683 artistas e produtores para que se tornem membros da associação. “Nós encorajamos a comunidade criativa a abrir suas portas e criar oportunidades para qualquer pessoa interessada em trabalhar nesta indústria incrível”, afirma a presidente da academia Cheryl Boone Isaacs no convite. Da lista, 46% são mulheres e 41% não são brancos. A maioria atua no cinema americano, mas é expressivo o número de profissionais de outros países: 283.

Entre os artistas brasileiros convidados, estão a cineasta Anna Muylaert, de Que Horas Ela Volta? e Mãe Só Há Uma, e o diretor e animador Alê Abreu, de O Menino e o Mundo. Anna comemorou em sua página no Facebook: “OH MY GOD! A Academia convidou 283 novos membros para 2016. Além dos obrigatórios indicados e vencedores do Oscar, profissionais prestigiados da indústria foram chamados para ajudar na diversidade da organização – tem nomes que você não acredita que tenham sido chamados!”

Leia também:

Crítico inglês coloca brasileiro ‘Aquarius’ entre candidatos ao prêmio principal do Oscar

Diretor de ‘O Menino e o Mundo’ diz estar aliviado após a cerimônia do Oscar

Grupo protesta contra falta de negros no Oscar 2016

Também foram convidados o diretor de fotografia Lula Carvalho, de Tropa de Elite, o ilustrador Rodolfo Damaggio, de Tomorrowland, os montadores Affonso Gonçalves, de Carol, e Pedro Kos, de Lixo Extraordinário, os compositores Antonio Pinto, de Amy, e Marcelo Zarvos, de Rock em Cabul, o produtor Rodrigo Teixeira, de A Bruxa, a roteirista Vera Blasi, de Sabor da Paixão, e o animador Renato dos Anjos, de Zootopia.

#OscarsSoWhite – Pelo segundo ano consecutivo em 2016, todos os vinte indicados aos prêmios de atuação do Oscar eram brancos, o que foi criticado nas redes sociais com o uso da hashtag #OscarsSoWhite. O anfitrião da cerimônia deste ano, Chris Rock, fez comentários irônicos ao longo da noite, e a festa foi boicotada pelo diretor Spike Lee e pela atriz Jada Pinkett Smith. A organização reagiu com o anúncio de um vasto programa de ações afirmativas, comprometendo-se a diversificar sua lista até 2020.

(Com agência Reuters e Estadão Conteúdo)