Clique e assine com 88% de desconto

Anitta, que comia até quase vomitar, reduziu peso e fez oito plásticas

Cantora confirma transformações no visual ao longo de dez anos de carreira e diz que se tivesse tempo faria mais

Por Sofia Cerqueira - Atualizado em 25 jan 2020, 12h39 - Publicado em 25 jan 2020, 12h21

Em uma década de carreira, Anitta vem se transformando sob os holofotes – e olhares atentos dos fãs. E não se faz de rogada. A funkeira assume que recorreu ao bisturi diversas vezes e que faria muito mais se tivesse mais espaço na agenda. “Disseram que fiz oito plásticas, mas nem eu sei o número exato. Operei duas vezes o nariz, depois aumentei o queixo, reduzi o seio e, no caso da lipo, falei para a médica: ‘faz aí onde você quiser’”, conta, sem qualquer constrangimento. Ah, faltou incluir o preenchimento nos lábios. Ela afirma que nada a incomodava, com exceção do nariz (não gostou da primeira intervenção cirúrgica para afiná-lo) e dos seios, antes, muito grandes. “De resto, mexi porque me deu na telha mesmo. Se tivesse mais tempo, teria feito umas trinta. Para mim, plástica é igual a pintar ou cortar o cabelo. Dá vontade, eu vou”, declara.

A voluptuosa Anitta dos tempos do Show das Poderosas, seu primeiro grande sucesso de 2013, não perdeu o rebolado frenético. Mas, é inegável, sua silhueta também vem sofrendo mudanças a olhos vistos. Com 1,62 metro de altura e peso não revelado – diz que não tem balança em casa e não se lembra da última vez que subiu em uma delas –, a cantora decidiu, há três anos, mudar radicalmente os hábitos alimentares.  O objetivo imediato era estar tinindo, digamos assim, para a gravação do clipe da canção Paradinha, sua estreia cantando em espanhol e a primeira aposta rumo a carreira internacional. Com a ajuda da ex-BBB Mayra Cardi, analista comportamental e criadora de um programa fitness que se mudou para a casa da artista durante quarenta dias. Ela perdeu 11 quilos. “A Anitta era compulsiva, antes comia até quase vomitar”, descreve Cardi.

No início da carreira, a funkeira, entre um show e outro, era do tipo que pedia para o carro da equipe parar em um fast food e se atracava com hambúrgueres. Hoje tenta ser vegetariana e flerta com o veganismo. “Ainda não me converti 100%, mas vi uns documentários e entendi que grande parte do aquecimento global e da poluição se devem à produção em massa de alimento animal. Decidi então diminuir ao máximo o consumo de carne”, explica Anitta. Admite, porém, que não é radical. No ano passado foi só quatro vezes a churrascarias.

Na tentativa de controlar o peso e comer coisas mais saudáveis, a estrela também conta agora com um cozinheiro de plantão. Além de dar expediente em sua casa, uma mansão de 600 metros quadrados num condomínio fechado da Barra, ele acompanha Anitta em todos os deslocamentos para shows no Brasil. Ao invés de ficar refém de comida de hotel ou de restaurantes locais, o chef prepara pratos como o macarrão de beterraba com almôndega de quinoa e suco de laranja servidos no dia que uma equipe de VEJA esteve com a cantora. “Não significa que como só comida fitness. Tem brigadeiro, cachorro-quente, hambúrguer e batata frita, tudo vegano”, se apressa em esclarecer.

Publicidade