Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Anitta, a ovelha negra (ou seria branca?) da SPFW

Funkeira posa como mito fashion na semana de moda, mas figurino

Difícil dizer se eram as mangas, muito compridas para o calor de 36ºC que fazia na capital paulista. Ou os babados que ondulavam sob o queixo e pelos braços, dando um ar bufante ao figurino. Ou ainda as listras laterais da saia, que imprimiam um quê de pistoleira à imagem de Anitta — como se ela tivesse um coldre de cada lado do corpo. Seja como for, a funkeira apareceu nesta quarta-feira no Pavilhão do Ibirapuera para acompanhar a São Paulo Fashion Week como se fosse uma antítese do evento.

LEIA TAMBÉM:

Anitta desfila fashion — só que não — pelo aeroporto do Rio

Anitta veste roupa ‘PP’ em show do Dia das Crianças

Anitta: uma funkeira ou um quadro de Romero Britto?

Anitta mostra mais do que deve em show no Rio

É a crise? Anitta vende peças usadas pela internet

A cantora poderia ser considerada uma ovelha negra no evento — não estivesse de roupa branca como a neve.

Anitta é conhecida por suas escolhas de gosto duvidoso. Nesta terça-feira, ela foi vista no aeroporto Santos Dumont, do Rio, com uma combinação que parecia uma frase sintaticamente mal construída: os elementos não se encaixavam de modo a criar um conjunto harmônico. Ou que fizesse sentido.

‘Não Para’

A música, que teve clipe gravado nesta segunda-feira, 24 de junho, já foi apresentada pela cantora a uma rádio. Aqui, Anitta volta a encarnar o papel da mulher que não depende de homem. E que faz o bofe sofrer. Ela avisa: “Aproveita que hoje eu tô querendo. Pode chegar e não para”.

‘Meiga e Abusada’

Mc Anitta pisa sem dó no coração do pretendente: “Tá fazendo tudo que eu mando. E quem foi que disse que eu estava apaixonada por você?” 

‘Show das Poderosas’

Aqui, ela provoca os homens que a desejam e as mulheres que a invejam. “Se não tá mais à vontade, sai por onde tem / Quando começo a dançar eu te enlouqueço, eu sei”, diz no refrão.

‘Tá na Mira’

Em um dos clipes mais divertidos da cantora, Anitta aparece como à contra-luz, disparando ultimatos entre fumaça e pipocos de bala: “Me agarra pega mas só se for pra valer (…) Mas se tu não quiser eu quero menos ainda / Se fizer pouco caso eu quero menos ainda / Vai ou fica Se decida”. Destaque também para as patas de touro que aparecem como uma bizarra metáfora de qualquer coisa que ninguém entende.