Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Amor, depressão e família: relembre 4 livros marcantes de Zíbia Gasparetto

Autora espiritualista morreu nesta terça-feira aos 92 anos, vítima de um câncer no pâncreas

Zíbia Gasparetto deixou como legado mais de 50 livros, escritos ao longo de 60 anos. A autora morreu nesta quarta-feira, aos 92 anos, vítima de um câncer no pâncreas. Sua obra consiste, em boa parte, em textos ditados pelo espírito Lucius, seu mentor desde os 22 anos, mas não necessariamente tratam sobre a espiritualidade. Durante sua carreira, a escritora lembrava constantemente que ninguém precisava ser espírita para ler suas publicações, que falam de temas como amor, depressão e família. Em 1989, a autora fundou, ao lado dos filhos Luiz Antonio e Silvana Gasparetto, a editora Vida e Consciência, que publicou ali parte de sua obra.

Confira abaixo quatro títulos que marcaram a obra de Zíbia Gasparetto:

 

Eles Continuam Entre Nós

Zíbia Gasparetto reúne histórias de ouvintes da Rádio Mundial que testemunharam a manifestação de espíritos de familiares e entes queridos que morreram. Através dos relatos, a autora compartilha com o leitor suas crenças sobre a vida além da Terra. O título fez tanto sucesso que ganhou uma continuação. 

 


Vencendo o Passado

Segundo livro mais vendido no Brasil em 2009, Vencendo o Passado aborda a história de Carolina e Adalberto, dois irmãos que viveram a vida toda sob a rigorosa tutela do pai, Augusto César. Quando a menina morre, no entanto, a família tem de lidar com tudo que não foi dito durante décadas. “Os problemas mal resolvidos do passado influenciam o presente, impedindo nossa confiança no futuro, inibindo nossa ousadia, limitando nosso progresso. Entendendo nossos pontos fracos, que lhes deram origem, teremos como melhorar nossas atitudes e vencer as influências que nos prejudicam”, explica a autora sobre o livro.

 (Vida e Consciência/Divulgação)

Se Abrindo Para a Vida

Escrito em conjunto com o espírito Lucius, Se Abrindo pra Vida apresenta os leitores a Jacira, uma mulher de 38 anos que acredita estar presa a uma situação irreversível e sem saída. Mergulhada em uma profunda depressão, a protagonista vive culpando os outros e acredita que não tem como mudar seu destino. Os ensinamentos da vida, porém, fazem a protagonista “acordar” para a realidade, descobrir seus potenciais e encontrar um novo rumo para sua trajetória.

 

 

 

 


 (Vida e Consciência/Divulgação)

Ninguém é de Ninguém

Roberto vivia uma vida próspera, até sofrer um grande golpe do sócio, que foge com todos os seus investimentos. Sua esposa, Gabriela, então passa a trabalhar para sustentar a família, e seu sucesso profissional aflora no marido um ciúme doentio. Ele passa a seguir a esposa e começa a fantasiar um relacionamento entre Gabriela e seu chefe. A desconfiança e a falta de autoestima aprofundam seu desespero, diminuindo as chances de Roberto retomar a vida profissional. Outra obra em conjunto com o espírito Lucius, Ninguém é de Ninguém vendeu cerca de 860.000 cópias no Brasil. Em entrevista a Amaury Jr., Zíbia chegou a afirmar, em 2016, que o livro viraria filme, mas o assunto não foi comentado posteriormente.