Clique e assine a partir de 9,90/mês

Alicia Vikander suou para ‘Tomb Raider’: ‘Ganhei 6 kg de músculo’

Atriz manteve rotina de treinos por cerca de quatro meses para viver a personagem dos videogames Lara Croft

Por Lucas Almeida - Atualizado em 16 Mar 2018, 09h12 - Publicado em 16 Mar 2018, 08h47

Alicia Vikander recebeu um treinamento pesado parar viver a personagem de game Lara Croft na nova versão de Tomb Raider nos cinemas. A atriz teve cerca de quatro meses para treinar antes das filmagens. “Ganhei seis quilos de músculo, o que é mais do que 10% do meu peso”, contou em uma mesa redonda com jornalistas durante a Comic Con Experience de 2017 em São Paulo, à qual VEJA esteve presente.

A ganhadora do Oscar de 2016 na categoria de melhor atriz coadjuvante, pelo filme A Garota Dinamarquesatreinou muito mais do que apenas as cenas de luta: entre os exercícios, estavam escalada e ciclismo, que também fazem parte da ação do novo longa. “Aprendi que 80% do trabalho tem a ver com o que você come. Eles me traziam grandes refeições, como peixe e uma tigela de arroz com vegetais cinco vezes por dia. Você precisa manter o metabolismo constantemente”, explicou Alicia que, além de quilos de músculos, ganhou gominhos na barriga.

Alicia Vikander em ‘Tomb Raider: A Origem’ Reprodução/Divulgação

A atriz sueca ainda se valeu da experiência de bailarina: ela treinou balé clássico por mais de dez anos a partir dos cinco anos de idade. “Em filme de ação, tudo é coreografia. A dança me ajudou a memorizar os movimentos mais rapidamente”, contou.

“Eu estava em todas as cenas e nunca tinha tempo para ensaiar enquanto gravava. Acordava às 5h30 da manhã, ia para a academia, depois para a maquiagem e terminava umas 18 ou 19 horas. Aí, então, podia ensaiar, a cena de ação do dia seguinte.”

Continua após a publicidade

Por indicação do amigo Alexander Skarsgård (A Lenda de Tarzan, 2016), Alicia contratou o preparador físico Magnus Lygdback, que trabalhou com Ben Affleck (o Batman de Liga da Justiça) e Gal Gadot, a Mulher-Maravilha. “Aprendi que é preciso de três a quatro meses para ganhar músculos e apenas três semanas para perdê-los”, brincou a atriz. 

A nova Lara

Essa não é a primeira vez que Lara Croft aparece nos cinemas. A história da personagem foi adaptada nos dois filmes Tomb Raider (2001 e 2003), protagonizados por Angelina Jolie. A nova versão da heroína é baseada no reboot do jogo, de 2013. Dessa vez, Lara ainda não recebeu a herança milionária da família e vive uma vida comum em Londres, antes de embarcar em uma aventura em uma perigosa ilha no Japão, onde o seu pai desapareceu.

“Essa é uma história de amadurecimento. A Lara ainda não é uma heroína, é uma jovem garota que trabalha como entregadora e divide um flat com uma amiga, o que é o modo comum de jovens viverem em Londres hoje, incluindo a mim, quando eu era mais nova”, afirmou Alicia.

Alicia Vikander em ‘Tomb Raider: A Origem’ Reprodução/Divulgação

A atriz contou que tinha cerca de dez anos quando jogou Tomb Raider pela primeira vez. “Lembro que estava animada por nunca ter visto uma protagonista em um videogame e gostava bastante, mas não sei se era muito boa (risos). A Angelina Jolie a tornou um ícone com os filmes.”

Continua após a publicidade

Durante as filmagens de Tomb Raider, Alicia Vikander recebeu influenciadores digitais de games no set. “Estava nervosa nesse dia, porque essas são pessoas que sabem tudo sobre Lara Croft. Eu contei que tinha jogado o videogame, mas que demorei para terminar e eles falaram que, se você é bom, dá para concluir em 24 horas, senão em alguns dias e eu estava: ‘Como?'”

“Esperançosa”

As discussões em Hollywood nos últimos meses sobre assédio sexual chamaram atenção em todo o mundo. A denúncia de dezenas de atrizes e modelos sobre casos envolvendo o produtor americano Harvey Weinstein foi a abertura para debates sobre o machismo sofrido por mulheres dentro da indústria do entretenimento. Sobre as alterações que isso pode trazer, Alicia se diz “esperançosa”. “Acho que os últimos meses provaram que há mudanças reais acontecendo.”

A atriz contou que, ao entrar na indústria do cinema, há cerca de sete anos, ficou impressionada com a estreia da saga Jogos Vorazes, protagonizada por Jennifer Lawrence. “Eu pensei: finalmente uma mulher assume o protagonismo em um filme como esse, provavelmente pela primeira vez desde Angelina Jolie. Isso não prova só que sim, precisamos contar mais histórias com mulheres, mas também prova que pode ser comercialmente bem-sucedido”, afirmou.

Alicia ainda elogiou Mulher-Maravilha, de 2017. “Sempre pensei que eu era bem informada e feminista e, mesmo assim, assisti àquelas sequências de ação no filme e lembro de pensar que aquilo era extremo. Percebi que eu nunca tinha visto nada do tipo”, explicou. “Eles tiveram que virar tudo de ponta-cabeça para eu perceber que a maneira como eram feitos os filmes antes era totalmente diferente, você nunca via mulheres nessas sagas.”

Continua após a publicidade

Tomb Raider foi o primeiro filme feito por Alicia Vikander depois de ganhar o Oscar de 2016. Agora, a atriz se diz animada com a nova fase na carreira. Ela é esperada no elenco de Freak Shift, um thriller dirigido pelo britânico Ben Wheatley, que ainda contará com Armie Hammer (Me Chame pelo Seu nome). 

Tomb Raider: A Origem estreou nesta quinta-feira nos cinemas brasileiros.

Publicidade