Clique e assine a partir de 9,90/mês

Agora patriota desde criancinha, Ariana Grande diz: ‘EUA são o melhor país’

Durante apresentação em Tampa, Flórida, a cantora afirmou ser muito grata por cantar no país; no início do mês, em vídeo divulgado na internet, ela falou: 'Eu odeio os americanos, eu odeio a América'

Por Da Redação - 17 jul 2015, 17h06

Depois de lamber um donut exposto no balcão de uma loja de doces e dizer que odeia os Estados Unidos em vídeo que vazou na internet no início do mês, a cantora Ariana Grande quer se redimir com os americanos. Na noite desta quinta, a artista de 22 anos fez show em Tampa, Flórida (EUA), e, em tom ufanista, falou aos fãs: “Sou muito grata por me apresentar nos Estados Unidos, o melhor país do mundo”.

LEIA TAMBÉM:

Ariana Grande e seu incrível talento para não sentir frio​

Vídeo com Ariana Grande vira caso de saúde pública nos EUA​

Continua após a publicidade

​Freddy Krueger é inspiração para cantora Ariana Grande

Já na gravação que vazou na internet no início do mês, Ariana aparece ao lado de Ricky Alvarez, seu namorado e dançarino de seus shows, lambendo um doce da loja Wolfee Donuts enquanto não há nenhum funcionário por perto. Quando uma pessoa chega com uma bandeja com donuts e mostra a Ariana, ela fala: “O que é isso? Eu odeio os americano. Eu odeio a América”.

Depois que a gravação viralizou na internet – 6,8 milhões de pessoas já assistiram ao vídeo –, Ariana publicou uma mensagem de desculpas. “Tenho muito orgulho de ser americana. O que eu disse em um momento privado com amigos foi tirado de contexto e peço desculpas pela escolha errada de palavras”, diz um trecho do comunicado da cantora.

Ela também cancelou o show que faria no intervalo do jogo das estrelas da MLB, a liga de beisebol americana. Porém, segundo a assessoria dela, Ariana não se apresentou porque havia feito uma cirurgia na boca que a impediria de cantar no evento.

Continua após a publicidade

Para o Wolfee Donuts, que fica em Lake Elsinore, Califórnia, o “incidente” inicialmente deu dor de cabeça ao dono, pois o estabelecimento seria investigado pela saúde pública. No entanto, o movimento triplicou depois da lambida, e o proprietário desistiu de prestar queixa à polícia contra Ariana.

Publicidade