Clique e assine a partir de 9,90/mês

Acusadoras pedem até US$ 100 milhões de indenização a Bill Cosby

Segundo o comediante, que tem sido alvo de uma série de denúncias de abuso sexual nas últimas semanas, Judith Huth, que se diz sua vítima, quer lhe extorquir 250 000 dólares em troca de silêncio

Por Da Redação - 5 dez 2014, 16h16

Três mulheres que denunciaram Bill Cosby por abuso sexual exigem que ao ator crie um fundo de 100 milhões de dólares a ser destinado a quem demonstrar, perante a Justiça, ter sido violentada por ele. O ator, no entanto, se diz inocente e acusa uma de suas autodeclaradas vítimas, Judith Huth, de tentativa de extorsão. Cosby diz que ela pede 250 000 dólares em troca de silêncio. As informações são do site americano TMZ, que teve acesso aos documentos do processo.

Leia também:

Bill Cosby é processado mais uma vez por abuso sexual contra adolescente

Netflix adia especial de Bill Cosby após acusações de estupro

Continua após a publicidade

Judith teria telefonado para Martin Singer, advogado do ator, no dia 25 de setembro para he pedir 100 000 dólares, quantia que, em face das novas acusações que surgiram, aumentou consideravelmente. Cosby afirma também que Judith tentou vender sua história à imprensa há dez anos, outro indício de que estaria interessada em um acordo financeiro.

Hoje com 56 anos anos, Judith diz ter conhecido o comediante em 1974, quando tinha 15 anos, juntamente com uma amiga, quando visitaram o set de um filme em San Marino, perto de Los Angeles. Ela acusa o humorista de “abuso sexual, angústia emocional e negligência”, e alega que “sofreu danos psicológicos” por toda a vida e que descobriu recentemente que foram provocados pela “agressão sexual do senhor Cosby”.

Nas últimas semanas, a estrela da série The Cosby Show, sucesso dos anos 1980, tem sofrido uma série de acusações referentes a abusos sexuais, que teriam acontecido décadas atrás.

Publicidade