Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Acusada de glorificar o crime, ‘A Força do Querer’ massacra Irene

Grande vilã da novela, que está na reta final, vai despencar em queda livre – e letal – rumo ao poço de um elevador, no capítulo desta terça-feira

Gloria Perez já avisou nesta terça-feira no Twitter: “Hoje é dia de Irene”. É nesta terça que, segundo a autora de A Força do Querer, a trama da grande vilã da novela terá o seu “desfecho”. Por desfecho, pode-se ler morte: Irene (Débora Falabella), que aprontou com um monte de gente, vai se ver encurralada por alguns de seus inimigos e, ao recuar para se safar do grupo, vai despencar em queda livre no poço de um elevador, um fim massacrante para a personagem mais odiada do folhetim.

A sequência se passará na garagem de um edifício, onde, assim que estacionar o carro, Irene vai ver Eurico (Humberto Martins) e Silvana (Lilia Cabral) – recentemente, vale lembrar, ela fingiu estar passando mal para que Eurico a levasse de carona para casa, onde tirou uma selfie com o empresário e a enviou a Silvana, para causar desconfiança, ciúme e desavença no casal. Ao ver Irene, Silvana já vai para cima, dizendo para ela se afastar da sua família.

A família, também vale lembrar, inclui a concunhada Joyce (Maria Fernanda Candido) e o cunhado, Eugênio (Dan Stulbach), que Irene seduziu e de quem chegou a engravidar. Embora tenha perdido o filho, a vilã finge que a gravidez continua e já pede na Justiça o pagamento de pensão por parte do ex-amante.

A farsa é tamanha que nem a fiel escudeira Mira (Maria Clara Spinelli) está dando conta de mantê-la. A ex-secretária de Eugênio vai procurar o sócio do advogado, Dantas (Edson Celulari), para contar tudo a ele. E Dantas também estará na garagem do tal prédio, ao lado do tio de Eurico e Eugênio, Garcia (Othon Bastos), que, juntamente com a namorada, Elvira (Betty Faria), sofreu um golpe de Irene (então com o nome de Solange) antes de a novela começar.

Irene (Débora Falabella) se vê encurralada por rivais antes de cair no poço do elevador

Irene (Débora Falabella) se vê encurralada por rivais antes de cair no poço do elevador (Divulgação/TV Globo)

“É ela! Segura ela, Silvana! É a Solange!”, vai gritar Elvira ao ver a personagem de Débora Falabella. Sim, Elvira também vai estar lá, e finalmente vai fazer todos saberem que a tal Solange por quem é obcecada é a mesma mulher que laçou e está enganando Eugênio com um golpe da barriga. “Bandida, assassina, cadê meu ouro? Cadê o dinheiro do Gomez?”, grita ainda Elvira, quando Irene tenta fugir. É nessa fuga que Irene se vê acuada e, ao dar um passo para trás, despenca no poço de um elevador.

A punição da maior vilã da trama é uma forma de a autora, Gloria Perez, equilibrar o tratamento dado aos que desandaram ou decaíram. A ex-estudante Bibi (Juliana Paes), por exemplo, deve ter um final feliz, de redenção, a exemplo da personagem real que a inspirou, Fabiana Escobar.

A trama de Bibi, que entrou para o submundo do tráfico e se tornou chefona de favela e frequentadora de baile funk por causa do marido, o traficante Rubinho (Emilio Dantas), é, para muitos espectadores, uma glorificação do crime, embora se trate de uma história real que terminou com a prisão do traficante Saulo, marido de Fabiana Escobar.

Para equilibrar o jogo, além de dar um fim trágico a Irene, Gloria Perez fez uma homenagem à polícia no último sábado, quando destacou, no enterro de um personagem assassinado por ser PM, que muitos policiais saem de casa todos os dias para combater o crime e jamais voltar.

Homenagem de Gloria Perez aos policiais mortos, feita em ‘A Força do Querer’

Homenagem de Gloria Perez aos policiais mortos, feita em ‘A Força do Querer’ (Reprodução/TV Globo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Pacífico Guerra

    Vejam como essa tal de Globo consegue desagradar gregos e troianos, direita, centro e esquerda do Brasil.

    Curtir

  2. Resumo. Se você assistiu alguma novela na sua vida. Pronto!. É exatamente a mesma história que sua vó assistiu.

    Curtir