Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘A fama quase me destruiu’, diz Justin Bieber

Cantor afirma que ser uma celebridade na adolescência atrapalhou sua carreira e afetou o relacionamento com a mãe

Crescer sob os holofotes não é fácil. É o que garante Justin Bieber. O cantor de 21 anos falou em entrevista para a revista Billboard sobre a pressão de ser uma criança famosa e como isso afetou suas carreira e relacionamentos. “Parece ser algo ótimo para quem olha de fora”, diz. “Eu deixei de confiar nas pessoas. Situações contaminaram minha mente. Eu sentia que as pessoas me julgavam o tempo todo. Me odiavam. Eu sobrevivi. Mas cheguei bem perto de deixar a fama me destruir.”

O cantor afirmou que passar parte da infância e toda adolescência como uma celebridade foi “a coisa mais difícil do mundo” e ainda chamou a atenção para outros jovens como ele. “Olhe para as estatísticas. Quantas crianças famosas falharam no futuro e terminaram destruídas. É um estilo de vida horrível.”

Segundo o canadense, sua crise ocorreu há dois anos, período em que ele se tornou protagonista de barracos e casos de polícia. Na época, ele até chegou a dizer que se aposentaria.

Leia também:

Justin Bieber é elogiado por trabalho comunitário e tirado de condicional

Justin Bieber abandona show por causa de fãs histéricas

Justin Bieber: entre ser um taco e ser Jesus Cristo

Além de conquistar a fama de rebelde sem causa, as atitudes do jovem o afastaram da mãe, Pattie Mallette, que no início da carreira foi sua principal incentivadora e era constantemente vista ao lado do filho em eventos musicais. Bieber afirma que o relacionamento com a progenitora hoje em dia é “quase inexistente”. “Eu me distanciei, pois estou envergonhado. Eu nunca quis envergonhar minha mãe e eu sabia que ela estava desapontada. Ficamos um tempo sem nos falar”, conta. Atualmente, Pattie vive no Havaí enquanto o rapaz mora em Los Angeles.

Apesar da tentativa de recuperar a fama de bom moço, Bieber ainda tem dificuldades de controlar seu temperamento. Caso de um recente show na Noruega, onde ele abandonou o palco após cantar apenas uma música. O motivo? As fãs que não paravam de gritar. “Nem sempre lido com as situações da maneira correta, mas estou trabalhando nisso, sou humano”, disse na época.