Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘50 Tons’: Trabalhar com E.L. James foi frustrante, diz diretora

Sam Taylor-Johnson, que já havia admitido brigas com a autora britânica, afirmou em entrevista que a relação entre elas foi ‘desafiadora’

A britânica Sam Taylor-Johnson, que só havia dirigido um longa-metragem em sua carreira, O Garoto de Liverpool (2009), colocou seu nome no mapa dos estúdios de Hollywood ao aceitar ficar à frente da adaptação do romance Cinquenta Tons de Cinza, uma das mais aguardadas do ano. Mas não sem um custo: em entrevista ao site da revista The Hollywood Reporter, a diretora afirma que foi “muito, muito frustrante” trabalhar com E.L. James, a autora do livro que deu origem ao filme.

Leia também:

’50 Tons’: diretora diz que filme é uma ‘fantasia com classe’

’50 Tons de Cinza’ recebe classificação 16 anos no Brasil

Estúdio planeja ‘Cinquenta Tons de Cinza’ 2 e 3

“Foi complicado. Quando você tem um autor e um diretor que faz filmes mais autorais a relação se torna desafiadora. Não digo que em alguns momentos isso não ajudou, mas em outros foi muito, muito frustrante”, diz. Em conversa anterior sobre a relação entre ela e E.L. James, Sam afirmou que elas chegaram a brigar por causa do filme. “Nós definitivamente brigamos, mas eram discussões criativas e conseguimos resolver”, disse à revista americana Porter.

A diretora falou também sobre o contratempo que a produção enfrentou logo no começo, quando o ator Charlie Hunnam, que havia sido escolhido para viver o protagonista Christian Grey, desistiu do papel. “Foi devastador. Foi duro porque eu pensei que tinha um verdadeiro colaborador em Charlie. Mas depois comecei a sentir que ele estava nervoso com o fato de a série ter três livros. Foi difícil pensar que dez anos da vida dele poderiam ser com esse personagem. Porém, agora eu não consigo imaginar ninguém mais interpretando esse papel senão Jamie Dornan“, afirmou, sobre o ator que encarou o desafio.

Cinquenta Tons de Cinza estreia no Brasil nesta quinta-feira, dia 12 de fevereiro.

Ellie Goulding

A cantora britânica concedeu sua voz rouca e anasalada para a canção Love Me Like You Do, que ganhou um clipe com cenas do filme. 

Sia

A cantora australiana abusou do vocal arrastado para a canção Salted Wound, que faz parte da trilha sonora do filme. 

The Weeknd

Earned It é entoada pelo cantor canadense The Weeknd e ganhou um clipe que promete ser mais sensual que o filme

Beyoncé

Beyoncé mostra seus contornos corporais e voz ponderosa no clipe de Haunted, uma das faixas da cantora que faz parte da trilha sonora do filme Cinquenta Tons de Cinza