Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

‘50 Tons de Cinza’ é liberado para menores acompanhados

Classificação americana permite que jovens com menos de 17 anos assistam ao filme erótico nos cinemas

Por Da Redação - 8 jan 2015, 11h52

O filme Cinquenta Tons de Cinza conseguiu driblar a classificação indicativa americana e foi liberado para menores de 17 anos que estejam acompanhados por pais ou responsáveis legais. Apesar de não ser um filme, por assim dizer, família, a indicação vai ajudar na bilheteria da produção, que temia ser totalmente proibida para adolescentes abaixo dos 18. A classificação, denominada R (Restrita), indica que o filme possui conteúdo sexual, comportamentos adversos e nudez. No Brasil, a produção ainda não foi avaliada.

Em 2014, a roteirista Kelly Marcel afirmou que o longa seria “picante” e que, com certeza, seria proibido para menores. Pelo jeito, o estúdio e outros interessados em bilheteria não pensavam da mesma maneira, e o roteiro de Kelly deve ter sofrido algumas alterações. Em entrevista ao jornal britânico The Observer, em novembro, o ator Jamie Dornan, escalado para viver o galã sadomasoquista Christian Grey, afirmou que não vai mostrar nada impróprio para menores na tela. “Há contratos que garantem que os espectadores não verão o meu…”, disse ele, sem encontrar palavra para completar a frase.

Leia também:

Ator de ’50 Tons de Cinza’ diz que filme não é sexista

Publicidade

‘Cinquenta Tons de Cinza’ vai estrear no Festival de Berlim

’50 Tons de Cinza’ tem o trailer mais visto de 2014

Na trama, baseada na trilogia erótica da escritora E.L. James, Grey é um empresário bem-sucedido que apresenta à sua nova e ingênua namorada Anastasia Steel (Dakota Johnson) seu gosto pelo sadomasoquismo. Dirigido por Sam Taylor-Johnson, o filme será lançada em 12 de fevereiro.

Publicidade