Clique e assine a partir de 9,90/mês

5 motivos para assistir a ‘Deadpool 2’ — e 1 para ficar em casa

Sequência do herói sem filtro da Marvel chegou aos cinemas nesta quinta-feira

Por Mabi Barros - Atualizado em 18 maio 2018, 13h18 - Publicado em 18 maio 2018, 11h46

O humor abestalhado de Deadpool conquistou o público e a crítica em 2016. O filme, estrelado por Ryan Reynolds, era escrachado de uma maneira pouco vista nos filmes de super-heróis. Dois anos depois, o personagem matusquela volta para um bis, bem arrematado naquilo que o levou ao sucesso: cenas de ação, piadas e tipos excêntricos. Confira abaixo cinco motivos para assistir a Deadpool 2, e um para ficar em casa.

Roteiro bem aparado

21th Century Fox/Divulgação

O primeiro filme tem pouco a oferecer além das cenas de ação. A história de Wade Wilson e as figuras ao seu redor desempenham um papel coadjuvante diante de toda a pancadaria e mostras de habilidades do protagonista. Contudo, as boas sequência de luta foram inseridas dentro de um contexto em Deadpool 2. Em uma tentativa de se juntar aos X-Men, o herói conhece Russell, um adolescente maltratado com o poder de disparar fogo pelas mãos. A habilidade, no entanto, coloca o jovem em risco, e Wade reúne esforços para salvar o menino — de si próprio e de Cable (Josh Brolin — intérprete também do Thanos de Vingadores: Guerra Infinita), que veio do futuro para destruir o garoto.

Maturidade?

21th Century Fox/Divulgação

Wade Wilson está mais maduro em Deadpool 2. Não que o jeito canastrão do personagem tenha sido esquecido — pelo contrário, ele não deixa as piadinhas infames para trás — mas a sequência explora o lado um pouco mais humano do super-herói, até então no segundo plano. Durante o filme, o personagem constrói uma relação quase de pai e filho com Russell.

Alternativa à Marvel

21th Century Fox/Divulgação

Deadpool 2 tem todos os atributos de bons filmes de super-heróis: um protagonista judiado, cenas de ação bem coreografadas e vários alívios cômicos. Na trama, porém, eles ganham um novo verniz, mais leve e cômico, sem esbarrar nos clichês típicos do universo cinematográfico da Marvel.

Continua após a publicidade

X-Force

Deadpool 2
Fox/Marvel/Divulgação

Para salvar o jovem Russell, Deadpool monta um caricato time de mutantes chamado X-Force. Paralela aos X-Men, a atrapalhada equipe conta com Shatterstar, um alienígena com poderes à la Superman; Zeitgeist, o cuspidor de ácido; Bedlam, capaz de interferir em circuitos eletromagnéticos; Dominó, uma mulher sortuda; e Peter, um americano comum, branco e de porte médio.

Stan Lee, é você?

Stan Lee na estreia do filme Homem-Formiga

Deadpool faz tantas referências à cultura pop que deixa o espectador zonzo. Entre piadinhas com Vingadores e os X-Men, há dois easter eggs que valem a pena serem notados: Brad Pitt como o super-herói Vanisher, cujo poder é ficar invisível — logo, ele não aparece o filme inteiro; e a clássica pontinha de Stan Lee, que aparece desenhado em uma parede enquanto Dominó persegue o carro dos vilões.

Melhor ficar em casa se: procura um “filme para a família”

21th Century Fox/Divulgação

Se o primeiro Deadpool foi considerado um filme para adultos, na sequência a recomendação fica ainda mais forte. Não indicado para menores de 16 anos, o longa é explícito em todos os sentidos, e pode desagradar os espectadores mais sensíveis.

Continua após a publicidade

Publicidade