Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

USP é 20ª melhor do mundo segundo ranking on-line

Levantamento, promovido pelo Conselho Superior de Investigações Científicas da Espanha, leva em conta produção acadêmica disponível na internet

A Universidade de São Paulo (USP) foi apontada nesta segunda-feira a 20ª melhor instituição de ensino superior do mundo pelo Webometrics Ranking Web of World Universities, que classifica as instituições de ensino superior de acordo com a relevância de suas pesquisas disponíveis on-line. De acordo com o levantamento, a USP aparece à frente da Universidade de Cambridge, na Grã-Bretanha, 24ª colocada. O resultado, vale ressalvar, é bastante diferente de outras avaliações internacionais reconhecidas.

No levantamento anterior, divulgado em julho, a USP havia alcançado o 43º lugar. A universidade brasileira manteve o primeiro lugar na América Latina.

Desde 2004, o ranking da Webometrics é divulgado duas vezes ao ano, nos meses de janeiro e julho. São analisadas cerca de 20.300 instituições de ensino. Promovido pelo Conselho Superior de Investigações Científicas (CSIC) da Espanha, o ranking leva em conta, entre outros critérios, a visibilidade das universidades na internet, ou seja, as citações relevantes em publicações especializadas, além da quantidade e qualidade da produção acadêmica disponível na rede.

Outras universidades brasileiras aparecem no ranking. A Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) ocupa o 71º lugar, enquanto a Universidade Estadual Paulista (Unesp) aparece na 122ª posição. A Universidade Federal de Santa Catarina (129º), a Universidade Federal do Rio de Janeiro (171º), a Universidade de Brasília (194º) e a Universidade Estadual de Campinas (193º) também figuram entre as 200 melhores do mundo, de acordo com o Webometrics.

No topo lista, está a Universidade Harvard, que retoma a liderança, após ter sido ultrapassada em julho pelo Massachussets Institute of Technology (MIT), que nesta edição, aparece em 2º lugar. A Universidade de Stanford, a Universidade de Michigan e a Universidade da Califórnia (Berkeley) completam as 5 primeiras colocações. Todas as 16 primeiras colocações são ocupadas por instituições americanas.

Em outros rankings internacionais, a USP também tem ganhado espaço. No mais tradicional levantamento da área, realizado pela publicação Times Higher Education (THE) em outubro de 2011, a universidade brasileira figurou pela primeira vez entre as 200 melhores do mundo. A relação anual da THE, que utilizada dados da Thomson Reuters, é baseada em 13 indicadores, que vão do investimento em pesquisa ao número de publicações científicas e de doutorados e estudantes estrangeiros.