Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ocupações crescem e 270.000 farão o Enem em dezembro

Inep divulgou lista ampliada de escolas na manhã deste sábado. Acesse e confira se o seu local de prova está mantido

O número de escolas em que o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) não poderá ser aplicado neste final de semana por causa das ocupações cresceu neste sábado, segundo o Inep. Agora, 404 escolas integram a lista, elevando o número de estudantes afetados para 271.918 – as provas desses alunos serão aplicadas nos dias 3 e 4 de dezembro. Quem não recebeu qualquer comunicado oficial do Inep, por e-mail ou SMS, deve comparecer normalmente ao local de prova. Confira aqui a lista completa de escolas em que não haverá prova.

Os portões de acesso aos locais de prova abriram às 12 horas (horário de Brasília) e fecham às 13 horas – atrasos não serão tolerados. A prova começa às 13h30. Ao fim da tarde deste sábado e domingo, o site de VEJA exibirá o gabarito extraoficial da prova, com as questões do exame resolvidas pelos professores do Anglo Vestibulares. O gabarito oficial da prova será divulgado nesta quarta-feira (9).

Veja também

Este ano, 8.627.195 milhões de alunos se inscreveram para o exame, fazendo desta edição a segunda maior do Enem, atrás apenas de 2014 (que teve 8.722.239 inscritos). No ano passado, foram 7,7 milhões de inscritos, uma queda de 11,2% em relação a 2014, o que interrompeu uma sequência de recordes de inscrições registrados desde 2008.

Até o início da tarde da última sexta-feira (4), 7,1 milhões de estudantes, 82% dos inscritos, haviam acessado o cartão de confirmação da prova. Isso significa que mais de 1 milhão de estudantes ainda não confirmou  a participação nas provas e não sabe onde realizará o exame.

Enem remarcado

Na semana antes da prova, 240.404 candidatos  (2.79% do total dos 8,6 milhões inscritos) tiveram o Enem adiado pelo Ministério da Educação (MEC) devido ocupações de estudantes em 364 escolas que foram listadas como locais de prova. A lista ganhou outros 29.000 nomes neste sábado. Eles farão o exame em 3 e 4 de dezembro. Segundo Maria Inês Fini, presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo exame, se houver imprevistos, a quantidade de candidatos que não farão a prova neste fim de semana pode aumentar.

“Espero que não aconteça, mas se houver algum evento no domingo que obrigue o cancelamento da prova, os candidatos poderão fazer o exame na segunda leva em dezembro”, explicou Fini, na sexta-feira, durante a divulgação da lista completa dos locais de prova ocupados que tiveram o Enem adiado. Ela também lamentou a coincidência de datas entre os vestibulares regionais e o Enem remarcado. “Lamento muito, mas esses estudantes terão de escolher entre um exame e outro”, disse.

Provas

Os participantes do Enem terão no primeiro dia quatro horas e meia para realizar duas provas objetivas, cada uma com 45 questões de múltipla escolha. Serão realizados os testes de Ciências Humanas e suas Tecnologias (História, Geografia, Filosofia e Sociologia) e de Ciências da Natureza e suas Tecnologias (Química, Física e Biologia).

No domingo, os candidatos farão as provas de Linguagem, Códigos e suas Tecnologias (Língua Portuguesa, Língua Estrangeira, Artes e Educação Física), Matemática e a redação. O tempo de realização da prova será de 5 horas e meia.

O cartão de confirmação do exame não foi distribuído pelos Correios – o acesso a ele é feito pela internet para a checagem de endereços e dos dados dos participantes. Apesar de não ser obrigatório para o acesso ao local de prova, o MEC aconselha a impressão do cartão. O ideal é que o candidato leve a cópia do cartão, que contém os detalhes do endereço do local de prova, junto com o documento de identidade com fotografia.

Dados biométricos

O Enem é um exame que, além de avaliar a qualidade do ensino médio nas escolas brasileiras, dá acesso a universidades federais, estaduais e privadas. As notas da prova também são utilizadas para obtenção de bolsas de estudo do Programa Universidade para Todos (ProUni) vagas para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e para acesso ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Além disso, o Enem concede diploma do ensino médio a pessoas com mais de 18 anos que atinjam média exigida pelo MEC.

Três novidades foram incluídas na edição de 2016 de Enem. Pela primeira vez, todos os participantes terão coleta de dados biométricos, que será realizada pelo chefe de sala durante a aplicação do exame. Outra novidade é a utilização de detectores de metais, na entrada e na saída dos banheiros, em todos os participantes e não mais por amostra – a ideia é melhorar a segurança e evitar fraudes. Também é a primeira vez que os inscritos podem acompanhar todas as fases do exame por um aplicativo para tablets e smartphones.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. José Roberto

    Não adianta adiar, têm que agir com o rigor da lei, pois essa massa de manobra(alunos sem foco)sempre vai atender aos apelos dos comunistas que querem claramente conturbar a ordem pública, na verdade eles querem promover o caos social. EXÉRCITO NELES!!1

    Curtir

  2. Faltou autoridade e sobrou irresponsabilidade, nada com umas boas palmadas na rabada destes ignorantes.

    Curtir

  3. Reinaldo Favoreto Júnior

    se meia duzia de filhinho que o papai atrasou a mesada fez isso, adiou o enem, imagina se fossem radicais religiosos

    Curtir

  4. Ataíde Jorge de Oliveira

    NóIS X NóIS

    Curtir

  5. Thais Fernandes

    Só quero saber se o poder público entrará com ação de perdas e danos contra esses vândalos, decorrentes do adiamento do Enem e coisas assim. Eu não tenho que pagar imposto para isso.

    Curtir

  6. Lago Gonçalves

    Sobram provas de que estas invasões são políticas e o que menos interessa é a educação, mas sim pertubar a ordem pública porque a ORCRIM foi tirada do poder.
    ESTA MINORIA AUTORITÁRIA, e inúmeros vídeos mostram, doutrinada e manipulada por professores,sindicalistas,mst,une,mtst,PT,PcdoB,PSOL,etc.,todas organizações ESQUERDEOPATAS, tem que ser punida pois seu totalitarismo tenta IMPEDIR MAIORIA ABSOLUTA DE ESTUDAR E FAZER O ENEM. FORA PETRALHAS, FORA COMUNISTAS, FORA ESQUERDEOPATAS TOTALITÁRIOS!

    Curtir