Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Renato Janine toma posse como ministro da Educação

Professor da USP foi nomeado após demissão do ex-governador do Ceará Cid Gomes, que comandou a pasta por apenas dois meses e meio

Por Da Redação 6 abr 2015, 13h16

O novo ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, tomou posse da pasta nesta segunda-feira, em Brasília. Na solenidade, a presidente Dilma Rousseff afirmou que a escolha de Janine Ribeiro é uma “feliz novidade” e, ao compará-lo a uma série de educadores brasileiros como Paulo Freire, Anísio Teixeira e Darcy Ribeiro, disse que seu nome traduz a maior prioridade para os próximos quatro anos. “Convidei um professor, um pensador e um apaixonado pela educação”, disse.

Leia mais:

Dilma nomeia Renato Janine Ribeiro ministro da Educação

‘Sem educar não se avança’, diz ministro da Educação

No discurso de posse da sua reeleição, em janeiro, Dilma lançou o lema “Pátria Educadora” e nomeou o ex-governador Cid Gomes (Pros) para comandar o Ministério da Educação. Em março, pressionada pelo PMDB, teve que trocar o titular anterior da pasta, depois que Gomes fez críticas ao Congresso Nacional. “Minhas primeiras palavras são de agradecimento a Cid Gomes por ter cancelado seus projetos pessoais para assumir o Ministério da Educação”, lembrou, ao desejar-lhe sucesso nos novos projetos pessoais.

Continua após a publicidade

Em solenidade que contou com a presença de poucos políticos, a presidente disse que não faltarão a Janine Ribeiro nem dedicação nem competência para conduzir os desafios do ministério.

Dilma também prometeu discutir com Estados e municípios diretrizes de uma carreira nacional dos professores, além de aprimorar a formação de diretores de escolas e incentivar boas experiências de excelência no ensino.

Discurso – Em seu discurso, Janine afirmou que o MEC irá colaborar com o ajuste fiscal conduzido pelo Ministério da Fazenda para arrumar as contas públicas. “Assumimos o compromisso de que esse ministério dará sua contribuição ao ajuste fiscal, que não um fim em si mesmo, mas para melhorar (o País). O ajuste nos permite delinear o futuro”, defendeu. Sobre o Programa de Financiamento Estudantil (Fies), que tem atrasado o repasse a universidades privadas para as quais os estudantes contratam o financiamento, ele disse que os problemas precisam ser cuidados para que não se repitam.

O novo ministro anunciou o professor Gesualdo Pereira Faria para o comando da Secretaria de Educação Superior (Sesu) e o ex-reitor da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) Paulo Nassiff como novo chefe da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi).

Professor – Janine nasceu em Araçatuba, no interior de São Paulo, tem 65 anos e é professor de Ética e Filosofia Política na Universidade de São Paulo. Fez graduação e doutorado na USP e mestrado na Universidade Sorbonne, em Paris. Publicou dezoito livros, entre eles A Marca do Leviatã (2003), Ao Leitor Sem Medo (1999) e A Sociedade Contra o Social: o alto custo da vida pública no Brasil (2000), que ganhou o Prêmio Jabuti 2001 na área de ensaios e ciências humanas. Entre 2004 e 2008 ele foi diretor de Avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoa de Nível Superior (Capes) do Ministério da Educação, e nos anos 90 foi membro do conselho deliberativo do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês