Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Prêmio Jovens Inspiradores anuncia nome dos vencedores

Ganhadores do concurso, promovido por VEJA.com e Fundação Estudar, recebem bolsas de estudos no exterior, orientação profissional e iPads

Por Da Redação 28 nov 2012, 21h07

Foram anunciados na noite desta quarta-feira, em São Paulo, os nomes dos quatro vencedores da primeira edição do Prêmio Jovens Inspiradores, parceria do site de VEJA com a Fundação Estudar que pretende identificar e encorajar futuros líderes para o Brasil. Confira os nomes dos ganhadores abaixo – clique para conhecer os perfis dos vencedores:

Larissa Maranhão, a alagoana quer construir um país de letrados

Miguel Andorffy, o gaúcho que é o Salman Khan brasileiro

Paulo Orenstein, o carioca quer criar uma rede totalmente social

Roger Werner Koeppl, o paulista que combina objetivos empresariais e sociais

O regulamento do Jovens Inspiradores previa a premiação de apenas três candidatos, mas o alto nível dos finalistas levou os jurados a incluir mais um nome na lista. Fizeram parte da escolha conselheiros da Fundação Estudar e representantes da Editora Abril, que publica VEJA. Os vencedores receberão um ano de orientação profissional com nomes de destaque do meio empresarial (mentoring) e uma bolsa de estudo no exterior, além de um iPad, entregue na cerimônia. Os prêmios foram entregues por Roberto Civita, presidente do conselho de administração e diretor editorial da Abril S.A., Fábio Barbosa, presidente executivo da Abril S.A., Cláudio Ferreira, diretor comercial e administrativo de VEJA, André Esteves, presidente do BTG Pactual, e Vicente Falconi, fundador do INDG, atual Falconi Consultoria de Resultados.

“Dividimos com VEJA.com o desejo de identificar lideranças jovens para o Brasil. Isso é o que nós fazemos bem”, disse Marcelo Barbosa, conselheiro da Fundação Estudar, durante a cerimônia de premiação. Falando diretamente aos finalistas, emendou: “O que oferecemos a vocês é estudo, carreira e inspiração.”

Fábio Barbosa também falou aos convidados – e aos inspiradores: “Fiz parte da comissão que julgou os projetos na fase final, e duas coisas me chamaram a atenção: o forte compromisso dos finalistas com o país e o uso das redes em todos os projetos, com o objetivo de impactar mais gente, com mais eficiência”, disse. “Mais do que inspiradores, vocês são líderes que podem construir o país que o Brasil quer ser.”

Com o troféu Jovens Inspiradores já em mãos, Larissa Maranhão fez um breve discurso emocionado. “Todos os finalistas e também os 50 semifinalistas são pessoas incríveis, com projetos muito bons. Que o Prêmio siga revelando talentos nessa geração com coração de silício”, disse a alagoana, numa referência à região do Vale do Silício americana, onde se concentram as empresas de inovação. Roger Koeppl descreveu a relação que se estabeleceu entre os participantes do concurso: “Desde o início, criamos um vínculo muito forte. Não houve espaço para competição. Trabalhamos em regime de colaboração 100% do tempo”, disse. “Recebo este troféu como um incentivo, um reconhecimento de que estou no caminho certo.”

Paulo Orenstein revelou os primeiros frutos que o concurso lhe trouxera: “Graças à visibilidade do Prêmio, muitas pessoas têm me procurado, oferecendo ajuda para colocar de pé meu projeto, que nasceu aqui dentro”, disse, referindo-se à ideia de criar uma rede social que reúna todas as ONGs brasileiras. Bastante animado, Miguel Andorffy comemorou: “O Prêmio vai dar mais credibilidade ao meu trabalho e inspirar mais gente.”

Além dos quatro grandes vencedores, mais um dos dez finalistas foi premiado na noite desta quarta-feira: Felipe Dib, de 24 anos, foi o vencedor do Troféu Prêmio Voto Popular. Ele recebeu 54% dos 25.627 votos computados por uma enquete realizada pelo site de VEJA ao longo da última semana. Felipe, que vive em Campo Grande (MS), tem 24 anos e é professor de relações internacionais. Ele é responsável pelo projeto Você aprende agora, um canal no YouTube que oferece aulas gratuitas de inglês. Emocionado ao receber o Troféu, fez uma promessa: “Se depender de mim, todos os brasileiros estarão falando inglês na Copa de 2014. Vocês poderão falar com qualquer um na rua, que responderá: ‘Hello! How are you?’.”

Lançado em dezembro de 2011, o Prêmio Jovens Inspiradores busca revelar talentos comprometidos com a busca da excelência no estudo e no trabalho e que desejam transformar o país. O concurso recebeu 8.190 inscrições de universitários e recém-formados oriundos de 1.677 diferentes instituições de ensino espalhadas por todos os estados do Brasil. Em dez meses de concurso, eles tiveram de estruturar projetos que ajudem a solucionar questões políticas, sociais ou empresariais tipicamente brasileiras.

Ao final do processo de inscrição, encerrado em abril, o material enviado por todos os candidatos foi avaliado pela comissão julgadora. Foram, então, selecionados os 50 semifinalistas, que viajaram a São Paulo em julho para dois dias de atividades que incluíram testes individuais, dinâmicas de grupos e palestras com lideranças setoriais. Em agosto, foram anunciados os dez finalistas. Esse seleto grupo recebeu a missão de apresentar estratégias para vencer um desafio em uma área previamente definida pelos próprios candidatos. Os finalistas apresentaram seus cases em novembro à comissão julgadora.

Leia mais

PJI recebe mais de 8.000 inscrições

Quem são, como vivem e o que pensam os 10 finalistas

Alto nível dos semifinalistas surpreende jurados

Para ser líder, não bastam boas ideias. É preciso ação

Continua após a publicidade

Vídeos:

Marina Silva fala sobre os desafios de um líder

Aos lições de Vicente Falconi

Viviane Senna participa de encontro do Jovens Inspiradores

Conheça o perfil de um jovem inspirador

Dinâmica de grupo, um desafio para os semifinalistas

O que os testes dizem dos candidatos

Perfis inspiradores:

‘É preciso apostar no Brasil’

‘Sonhar grande ou pequeno dá o mesmo trabalho’

‘Pense grande, comece pequeno, ande rápido’

Entrevistas:

Viviane Senna: ‘O Brasil precisa de resultados’

Sofia Esteves: ‘O jovem guia sua carreira por um propósito e por prazer’

Marina Silva: ‘Jovens devem imprimir sua marca no mundo’

Fracassar é primeira lição para aspirantes a líder

Liderança não vem da teoria, mas sim da prática

No lugar das grandes causas, microrrevoluções

‘Mantenha acesa a sua paixão, e nunca desista’

‘Os jovens querem ser protagonistas da mudança’

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês