Clique e assine a partir de 9,90/mês

Prazo de matrícula do ProUni começa nesta segunda

Estudantes devem comparecer à instituição de ensino até o dia 24 para comprovar informações cadastrais

Por Da Redação - 16 jun 2014, 11h59

Leia também:

Manual do Candidato do Enem: o que fazer na inscrição, na prova e na matrícula Teste vocacional: descubra as carreiras que têm mais a ver com você Temas de atualidades que podem cair no Enem e vestibulares 2014/15 20 questões para escolher uma carreira no Enem e nos demais vestibulares Raio-x do Enem: os conteúdos mais cobrados desde 2009 Seis formas de usar a nota do Enem TRI: como é calculada a nota do Enem

Começa nesta segunda-feira o prazo de matrículas para os candidatos aprovados na segunda edição de 2014 do Programa Universidade para Todos (ProUni). O resultado da primeira chamada foi divulgado no domingo. Nesta edição, o programa ofertou 115.101 bolsas.

Os estudantes selecionados devem comparacer a instituição de ensino até o dia 24 para comprovar as informações prestadas no momento da inscrição. Para evitar contratempos, o candidato deve verificar com a instituição os horários e o local ao qual deve comparecer. Caso perca o prazo, o estudante será automaticamente retirado do processo. Na página do ProUni está disponível uma lista com a documentação necessária. O resultado da segunda chamada está previsto para 4 de julho.

Leia também:

MEC divulga primeira chamada do ProUni do meio do ano

ProUni abre inscrições para 115.000 bolsas de estudo

A segunda edição do ProUni teve mais de 650 mil inscritos, 50% a mais do que na mesma edição de 2013. Foram contabilizadas mais de 1,2 milhão de inscrições. As mulheres foram a maioria dos candidatos (59%). O programa também atraiu mais jovens (60%) e pessoas com idade entre 25 e 30 anos (11%). Entre os cursos preferidos estão os de engenharia, com 166.807 inscrições, administração (137.515), direito (119.447), ciências contábeis (61.169) e pedagogia (56.250).

Continua após a publicidade

Para concorrer, o estudante deve ter realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2013, obtendo no mínimo 450 pontos na média geral das provas, além de não ter tirado nota zero na redação. Precisa, além disso, comprovar renda familiar por pessoa de até um salário mínimo e meio se quiser pleitear a bolsa integral. Para as parciais, a renda familiar pode ser de até três salários mínimos por pessoa.

Quem concorre a bolsas parciais pode recorrer ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para custear o restante dos custos com mensalidade, sem a necessidade de apresentar fiador. Para isso, é necessário que a instituição de ensino tenha firmado termo de adesão ao Fies e ao Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo (Fgeduc). No primeiro semestre de 2014, o ProUni ofereceu 191.600 bolsas e bateu recorde de inscrições com 1.259.285 candidatos.

Continua após a publicidade
Publicidade