Polícia detém mais de mil pessoas por escândalo da cola na Índia

Imagens de parentes e amigos escalando paredes de escolas no estado de Bihar, no leste do país, foram amplamente divulgadas na semana passada

Por Da Redação - 22 mar 2015, 15h08

A polícia deteve mais de mil pessoas no leste da Índia por envolvimento em um escândalo no qual familiares de estudantes escalaram as paredes de um centro de exames para ajudar os alunos a colar, informou uma autoridade neste domingo.

Na semana passada, imagens mostraram dezenas de adultos pendurando-se nas janelas de um prédio de quatro andares para passar papéis com cola a jovens estudantes no prédio do estado de Bihar, onde mais de 1,4 milhão de adolescentes faziam seus exames de fim de curso.

Outra imagem, difundida por uma emissora de TV local, mostrou funcionários da escola e oficiais da polícia de pé, enquanto as pessoas passavam a cola para os estudantes que faziam a prova dentro de centros de exames.

O diretor-geral adjunto da polícia de Bihar, Gupteshwar Pandey, disse que mais de mil pessoas foram apanhadas e detidas, mas não foram denunciadas formalmente por nenhum crime. Elas tiveram de pagar multas que variaram entre 2.000 rúpias (US$ 32) até dezenas de milhares de rúpias, dependendo de seu envolvimento na trapaça, para garantir sua soltura.

Publicidade

Pandey disse que pais e professores estavam entre os principais responsáveis “que foram encontrados passando ou facilitando a cola em exames escolares em todo o estado”. “Mais de mil pessoas foram detidas, a metade delas era de pais e professores, enquanto a outra metade era de amigos e parentes”, contou Pandey à agência AFP. “Cinquenta por cento foram soltos, mas eu acredito que provavelmente os outros ainda estejam na prisão”, acrescentou.

“Nós não os tratamos como criminosos profissionais. Foi por isso que os libertamos. Nosso propósito é fazer com que saibam que eles cometeram uma séria transgressão”, afirmou Pandey. O oficial disse ainda que dois policiais foram presos e que outros dez foram desligados da tropa por ligações com o escândalo.

As imagens se tornaram virais no Twitter e dominaram as manchetes em todo o país na semana passada, forçando o ministro chefe de Bihar, Nitish Kumar, e seu governo a agir.

Esta não foi a primeira vez que estudantes são flagrados colando em Bihar. Em 2014, mais de 1.600 estudantes foram desqualificados depois que vídeos similares vieram a público.

Publicidade

(Com AFP)

Publicidade