Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Polícia de MG afirma que entre 15 e 20 candidatos compraram gabarito do Enem

No total, 34 pessoas já foram presas desde o início das investigações, em abril deste ano

A quadrilha especializada em fraudar vestibulares de medicina e o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em Minas Gerais vendeu as respostas do Enem 2014 para um grupo de quinze a vinte candidatos que realizam a prova no Mato Grosso. A informação foi divulgada pela Polícia Civil, junto com o Ministério Público de Minas Gerais, em uma entrevista coletiva nesta quarta-feira, dia 26, em Belo Horizonte.

As investigações ainda estão em andamento. No início da semana, 34 pessoas envolvidas no caso foram presas, sendo doze integrantes da quadrilha e 22 candidatos que faziam prova na Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais.

Leia também:

Polícia Civil e MP prendem quadrilha que fraudava Enem

PF investiga quadrilha por fraudes no Enem

Estudante denuncia vazamento de tema de redação do Enem

A quadrilha recebia entre 70.000 e 200.000 reais por fraude e fornecia as respostas corretas para os clientes por meio de transmissão eletrônica durante as provas. Segundo o delegado da Polícia Civil Jeferson Botelho, o último lote de equipamentos adquiridos pela quadrilha era composto por micropontos eletrônicos e moderno sistema de transmissão de dados, que teria sido adquirido na China a um custo de 200.000 dólares.

As denúncias que deram origem às investigações, iniciadas em abril deste ano, chegaram de forma anônima ao Ministério Público de Minas Gerais.