Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Podcast em aula: as lições de argumentação da professora Patrícia Barreto

Professora de língua portuguesa em Nova Cruz (RN) é uma das dez vencedoras do Prêmio Educador Nota 10 de 2019

Por Luiz Felipe Castro - 27 set 2019, 12h38

Patrícia Barreto, professora de língua portuguesa do Instituto Federal do Rio Grande do Norte, em Nova Cruz (RN), trabalha com alunos de 3º ano de 16 municípios próximos. Ao pedir para os alunos registrarem e debaterem os problemas sociais da região, ela decidiu ampliar o poder de argumentação dos adolescentes ao criar um projeto, que, de tão bem sucedido, lhe rendeu o Prêmio Educador Nota 10 de 2019.

“Precisei conhecer mais sobre os municípios dos estudantes e sobre protagonismo juvenil para entender de que maneira eu poderia utilizar o artigo de opinião como instrumento de empoderamento dos alunos. Vi que eles tinham certa dificuldade de argumentar além do senso comum”, explica Patrícia, de 36 anos.

A primeira etapa do projeto se deu em um jogo de argumentação, com perguntas e respostas construídas pelos alunos. Depois, em forma de artigo. Mais adiante, Patrícia decidiu ampliar seus horizontes por meio de uma forma mais moderna de comunicação. “Uma aluna sugeriu reverberar nosso trabalho em forma de podcast, algo que 90% da turma não conhecia. Meu grande objetivo era estimular esse empoderamento por meio da voz. Conseguimos atingir quatro continentes, inclusive pessoas não falantes de língua portuguesa”, orgulha-se a professora.

Publicidade

Com o projeto “Argument(ação): protagonismo juvenil”, Patrícia conquistou um lugar entre os dez melhores professores do ano pelo Prêmio Educador Nota 10, promovido pelas fundações Victor Civita e Roberto Marinho. Ela agora tem a chance de ser vencedora do título Educador do Ano na cerimônia que acontece no dia 30 de setembro, em São Paulo.

Publicidade