Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Novo currículo do ensino médio deve ser inspirado no Enem

Péssimo desempenho no Ideb reacende discussão no Ministério da Educação sobre necessidade urgente de reestruturação curricular

Por Da Redação - 17 ago 2012, 11h05

O estado crítico do ensino médio brasileiro, conforme comprovaram os dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, o Ideb, divulgados na última terça-feira, fizeram o Ministério da Educação (MEC) avaliar mudanças curriculares. Elas devem acontecer inspiradas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que organiza o conteúdo em quatro grandes grupos: linguagens, matemática, ciências humanas e da natureza.

Leia também:

Para especialistas, reduzir disciplinas do ensino médio é “ridículo”

Ideb cai em nove estados no ensino médio

Publicidade

37% das cidades não atingem metas do Ideb 2011

havia aprovado diretrizes que possibilitam a flexibilização do currículo

queda na pontuação de nove estados brasileiros

redução de disciplinas só irá agravar o problema

Publicidade

(Com Agência Estado)

Publicidade