Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Na reta final do Enem, VEJA.com e AppProva promovem dois simulados on-line gratuitos

Resultados serão corrigidos de acordo com teoria da resposta ao item (TRI)

Por Bianca Bibiano 19 jul 2014, 18h34

Leia também:

Manual do Candidato do Enem: o que fazer na inscrição, na prova e na matrícula Teste vocacional: descubra as carreiras que têm mais a ver com você Temas de atualidades que podem cair no Enem e vestibulares 2014/15 20 questões para escolher uma carreira no Enem e nos demais vestibulares Raio-x do Enem: os conteúdos mais cobrados desde 2009 Seis formas de usar a nota do Enem TRI: como é calculada a nota do Enem

Faltam pouco mais de três meses para a realização do Enem 2014. É hora de fazer o ajuste fino na preparação, reduzindo o esforço dedicado a assuntos conhecidos e redobrando a atenção aos temas que ainda despertam dúvidas. “Simulados são uma excelente ferramenta para o aluno medir seus conhecimentos: eles funcionam como uma espécie de termômetro que aponta quais tópicos precisam ser mais estudados antes da prova final”, diz Rafael Luiz, professor do Colégio Santo Antônio, de Belo Horizonte, que figura entre os dez primeiros colocados no ranking do Enem em Minas Gerais.

Na reta final de preparação, VEJA.com promove, em parceria com a startup AppProva, dois simulados on-line gratuitos e abertos a todos os estudantes e escolas do Brasil. O primeiro poderá ser feito entre os dia 2 e 11 de agosto; o segundo, entre 20 e 29 de setembro. As notas finais dos participantes serão calculadas de acordo com a teoria de resposta ao item (TRI), usada no Enem, que leva em conta o desempenho de cada estudante na prova e também a performance dele diante dos demais participantes. Saiba como participar e conferir suas notas

Cada um dos simulados terá, à exata semelhança do Enem, 180 questões de múltipla escolha, dividas em duas provas: ciências humanas (45 questões) e ciências da natureza (45 questões); linguagens (45 questões) e matemática (45 questões). Também como acontece no Enem, o tempo máximo para realização de cada prova é de 4 horas e 30 minutos ininterruptos – ou seja, não é permitido pausar o exame. Não haverá prova de redação.

Continua após a publicidade

As questões a serem apresentadas são inéditas e obedecem à matriz de habilidades e competências estabelecida pelo Ministério da Educação (MEC) – e cobrada no Enem. Todos os testes foram elaborados por professores do AppProva e do Colégio 7 de Setembro, de Fortaleza, que figura no ranking dos 150 melhores do país no Enem.

Após o encerramento de cada simulado, os participantes saberão quantas questões erraram e quantas acertaram. Três dias depois, terão acesso a uma avaliação estatística, que vai revelar como cada um se saiu em relação aos demais e ainda nas áreas, disciplinas e habilidades específicas. Até quinze dias após o término dos simulados, todos receberão as notas finais, calculadas de acordo com a TRI.

Quem levar os dois simulados a sério, terá uma prévia bastante precisa da nota que pode obter no Enem oficial. “Quem fizer mais de um simulado poderá medir a evolução do que foi estudado e saberá com precisão quais conteúdos precisa recuperar para ter a pontuação desejada no Enem”, diz Matheus Goyás, diretor de estratégia do AppProva.

A tática de fazer simulados para conhecer os pontos fortes e fracos é certeira, garante Ramon Sena, de 17 anos, um dos primeiros colocados na prova de matemática do 1º Simulado VEJA.com-AppProva, realizado no primeiro semestre deste ano. “O segredo é monitorar sempre o que a gente estuda”, diz Ramon, aluno do Colégio Santo Antônio, de Belo Horizonte. Em 2013, ele obteve nota suficiente no Enem para entrar no curso de engenharia mecânica da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Não pôde se matricular porque não havia terminado o ensino médio.

Outra campeã do Simulado VEJA.com-AppProva é Bárbara Gabriela Gomes, de 17 anos, que usa o treinamento para exercitar a concentração e afastar o nervosismo. “Fiz o simulado como se fosse a prova de verdade: não me levantei durante o exame nem falei com ninguém”, conta. Deu certo: Beatriz obteve a melhor pontuação na prova de ciências da natureza, área de extrema importância para conquistar a vaga que deseja no curso de medicina na Universidade Federal de Sergipe. “O Enem é uma prova de resistência e os simulados são o treino certo para enfrentá-la.”

A AppProva já ajudou na preparação de mais de 500.000 estudantes, via aplicativo para Facebook. É, de fato, uma grande ajuda, uma vez que o número de participantes da prova cresce a cada ano: em 2014, serão 8,7 milhões, disputando vagas em universidades públicas e privadas, bolsas de estudo no Brasil e no exterior e cursos técnicos. O Colégio Santo Antônio, juntamente com os colégios Santo Agostinho, Magnum e Loyola, é um dos responsáveis pelo conteúdo pedagógico da startup.

Continua após a publicidade
Publicidade