Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Ministério Público dá novo parecer contra liberação da USP Leste

Campus está fechado desde o início de janeiro por determinação da Justiça. Início das aulas está previsto para março

Por Da Redação 25 fev 2014, 10h26

O Ministério Público Estadual (MPE) deu nesta terça-feira um novo parecer contra a liberação do campus Leste da Universidade de São Paulo (USP), interditado desde janeiro por problemas ambientais.

Segundo o documento enviado à Justiça, não é possível afirmar que está afastado o risco de explosões no local, contaminado por gás metano e óleos minerais cancerígenos. O pedido de reabertura havia sido feito pela USP na última semana.

Já a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) informou que “os últimos dados de medição dos gases na área continuam não constatando uma situação de risco iminente”, mas é necessário o sistema para remover o metano. De acordo com a USP, a instalação de chaminés e bombas de extração de gases para a unidade já foram contratadas.

Leia também:

Crise financeira na USP congela obras e bloqueia contratações

Em entrevista a VEJA, novo reitor fala da USP Leste

Na quarta-feira passada o MPE abriu outro inquérito contra o ex-diretor do da USP Leste, José Jorge Boueri Filho, para investigar a responsabilidade pelo depósito de terra de origem desconhecida na unidade entre 2010 e 2011. Segundo o MPE, o material usado na terraplanagem feita para a construção do prédio estava contaminado com óleos minerais nocivos à saúde.

A Promotoria do Patrimônio Público da capital apura ainda se houve improbidade administrativa nos gastos com a reparação dos problemas ambientais: não teria sido realizada, por exemplo, licitação para depositar a terra no local. Boueri Filho, afastado da diretoria da unidade desde setembro, é questionado sobre origem, nome do fornecedor, modo de transporte, instrumento jurídico para aquisição e preço da terra contaminada.

Na última reunião com os coordenadores e suplentes dos cursos da Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH), que funciona no campus, foi cogitado o prazo de 10 de março para que os estudantes iniciassem as atividades deste ano letivo. As aulas nos demais campus da USP começaram no dia 19. O prazo, entretanto, não é definitivo e deve se estender com a decisão do MPE.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)