Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

MEC suspende novos contratos de Fies, Prouni e Pronatec em nove instituições

Outros três estabelecimentos de ensino também foram notificados, mas não tiveram programas suspensos, de acordo com a medida cautelar publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira

A Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres) do Ministério da Educação (MEC) suspendeu novos contratos do Fundo Financiamento Estudantil (Fies) de nove faculdades, em determinados cursos. A medida cautelar está publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira.

A portaria também prevê suspensão de participação em seleção para oferta de bolsas do Programa Universidade para Todos (Prouni) e ainda restrição na participação no Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) para as mesmas instituições.

Leia também:

Educadora Maria Inês Fini é a nova presidente do Inep

MEC assegura gratuidade de cursos de graduação e pós-graduação

As instituições e os cursos alvos das punições são: Escola Superior de Relações Públicas (secretariado executivo); Universidade Bandeirante Anhanguera (gestão financeira); Faculdade de Ciências Contábeis de Itapetininga (ciências contábeis e de administração); Faculdade São Camilo (administração); Faculdade Afirmativo (direito, secretariado executivo e administração); Faculdade José Lacerda Filho de Ciências Aplicadas (ciências contábeis); Faculdade São Marcos (administração); Faculdade do Descobrimento (administração); e Faculdade de Ciências Contábeis Luiz Mendes (ciências contábeis).

A portaria ainda traz penalidades, porém sem suspensão de contratos, para outras três instituições, o Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas, o Instituto de Ensino e Pesquisa Objetivo e a Faculdade Fernão Dias.

A assessoria de imprensa do Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU), disse ao site de VEJA, que ainda não houve notificação por parte da Secretaria ou do MEC.

Novo secretário- Na última terça-feira, o Ministério da Educação (MEC) anunciou o economista Maurício Costa Romão como o novo titular da Seres. Este órgão é responsável por supervisionar e regular as instituições públicas e particulares brasileiras. Romão assumiu o lugar de Marco Antônio de Oliveira.

(Com Estadão Conteúdo)