Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

MEC quer criar programa “Mais Professores”

Proposta é conceder bolsas a docentes que atuem em regiões pobres

Por Da Redação 22 ago 2013, 09h57

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, anunciou nesta quarta-feira que estuda a criação do programa “Mais Professores”, para levar docentes a escolas de regiões pobres do interior do país. A proposta, inspirada no programa Mais Médicos, do Ministério da Saúde, pretende conceder bolsas a profissionais que se disponham a reforçar o quadro de unidades de ensino localizadas em lugares com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

Leia também:

SP: professor da rede estadual falta 27 dias por ano

Quatro a cada cinco escolas da rede estadual de São Paulo têm turma sem professor

Caso não haja professores disponíveis na rede, o Ministério da Educação (MEC) cogita a participação de professores aposentados que queiram voltar às salas de aula.

Continua após a publicidade

O programa faz parte do Compromisso Nacional pelo Ensino Médio e terá como prioridade atrair professores que possam lecionar matemática, física, química e inglês. De acordo com o MEC, tais disciplinas representam cerca de 3% das matrículas de ensino superior, índice que tem se mantido constante.

“É uma contribuição do governo federal com os municípios que têm baixo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), baixo IDH e, principalmente, onde não há professores em número suficiente na área de exatas”, afirmou Mercadante.

Outra ação da pasta para atrair docentes é o programa Quero ser Professor, Quero ser Cientista, que oferta de 100.000 bolsas de estudo para jovens que optem por ingressar na área de exatas.

Leia também:

Mais Médicos pode repetir tropeço da UFRJ em Macaé

Promessa de abrir milhares de vagas de medicina esbarra em obstáculos conhecidos

Continua após a publicidade
Publicidade