Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

MEC cria Idioma Sem Fronteiras para alunos e professores

As inscrições para o curso online de língua francesa se iniciam nesta sexta. São oferecidas 1.500 vagas para estudantes

O Ministério da Educação (MEC) instituiu o programa Idioma Sem Fronteiras para ajudar na capacitação e proficiência em línguas estrangeiras. Vinculado ao Ciência Sem Fronteiras, o programa é voltado para alunos e professores que precisam melhorar a proficiência. A portaria foi publicada nesta segunda-feira no Diário Oficial da União.

O Idioma Sem Fronteiras vai dar bolsas de estudos a estudantes e docentes de instituições públicas e privadas do ensino superior, além de professores de ensino básico da rede pública. O programa vai oferecer ainda cursos de língua portuguesa para estrangeiros. As seleções serão feitas por editais específicos do MEC, assim como ocorre no Ciência Sem Fronteiras.

Leia também:

Brasil fica em 38º em ranking mundial de ensino de inglês

Cinco cursos de inglês online que oferecem aulas ao vivo

As línguas oferecidas serão inglês, francês, espanhol, italiano, japonês, mandarim e alemão. As aulas serão presenciais ou pela internet.

Para executar o projeto serão firmados convênios, acordos de cooperação com órgãos de governo e parcerias já existentes do Ciência Sem Fronteiras e de outros programas de internacionalização para educação superior.

O programa existente, o Inglês Sem Fronteiras, passa a fazer parte do guarda-chuva do Idioma Sem Fronteiras. De acordo com o MEC, o projeto será custeado por recursos da União, mas ainda não há valores definidos no orçamento.

Curso online de francês – Os estudantes podem se inscrever a partir da próxima sexta-feira, 21, a uma das 1.500 vagas para o curso online de língua francesa. As inscrições poderão ser feitas a partir das 12h da sexta-feira até às 12h do dia 8 de dezembro, pelo site do MEC.

Para se inscrever, o candidato deve ser aluno de graduação, mestrado ou doutorado com matrícula ativa nas universidades federais, universidades estaduais ou institutos federais credenciados ao Idioma Sem Fronteiras além de ter concluído até 90% do total de créditos de seu curso.

(Com Estadão Conteúdo)