Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Jovens precisam se preparar para profissões em mutação, diz autor de guia de carreiras

Presidente executivo do CIEE fala sobre o livro "Escolha Certa: As Profissões do Século 21", disponível no site de VEJA

“O livro traz análises de especialistas em mercado de trabalho, relatos de experiências vivenciadas por profissionais bem-sucedidos, esclarecimentos de educadores e detalhes dos cursos, entre várias outras informações de serviços”

Pesquisas mostram reiteradamente que muitos jovens escolhem uma profissão sem ter em mãos detalhes do caminho que resolveram trilhar. Sem experiência, pressionados por pais, amigos e pelas preocupações com o futuro, muitos estudantes acabam por agarrar-se a uma carreira sem uma avaliação adequada de suas preferências e do potencial da profissão escolhida. Informação, é claro, pode ajudar. É essa lacuna que o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) tenta preencher com a publicação do livro Escolha Certa: As Profissões do Século 21, que reúne informações sobre as áreas de trabalho e depoimentos de profissionais. “A produção do livro demandou mais de um ano. E o grande desafio é traçar cenários de carreira possíveis num mercado que está em constante mutação”, diz Luiz Gonzaga Bertelli, presidente executivo do CIEE e autor da obra. Confira a seguir a entrevista com Bertelli.

Leia o conteúdo integral em VEJA.com:

Escolha Certa: As Profissões do Século 21

Luiz Bertelli Luiz Bertelli

Luiz Bertelli (/)

Como o senhor define o momento de escolha da carreira na vida de um jovem? Trata-se de um momento extremamente delicado e complexo. Um jovem imaturo, geralmente com pouca experiência de vida e quase sem conhecimento da realidade do mundo do trabalho, se vê diante da necessidade de definir seu futuro – em última instância, uma decisão com reflexos não apenas na trajetória profissional, mas também na sua própria vida no futuro. Caso pretenda seguir para o ensino superior, soma-se a essa dificuldade a incerteza quanto ao seu desempenho no vestibular e o temor de enfrentar forte competitividade, dependendo da carreira escolhida.

Qual a principal característica desse processo e o principal desafio que se apresenta aos jovens? Creio que é ter a visão real do mercado de trabalho e dispor de informações confiáveis para fundamentar a opção por este ou aquele curso. Além disso, a multiplicidade de opções com que eles se deparam nesse momento é outro fator de dificuldade. E mais: jovens de camadas menos favorecidas – impossibilitados de contar com conselheiros de carreira, psicólogos ou outros profissionais – têm, como complicador adicional, a falta de acesso às novas carreiras, que surgem dia a dia num mundo em acelerada inovação tecnológica e de processos.

De que forma o livro ajuda aqueles que estão prestes a escolher sua carreira? Mais do que um guia, o livro traz análises de especialistas em mercado de trabalho, relatos de experiências vivenciadas por profissionais bem-sucedidos, esclarecimentos de educadores sobre conteúdos e outros detalhes dos cursos, perfis das atividades profissionais enfocadas, perspectivas de várias áreas, seleção de profissões promissoras, entre várias outras informações de serviços. Assim, buscamos oferecer o máximo de subsídios que permitissem aos jovens encarar com maior bagagem e informação o delicado momento da escolha de carreira. Adicionalmente, pela abrangência do tratamento dado aos temas selecionados, o livro também será de grande ajuda para ampliar os conhecimentos dos pais e professores, que se preocupam em auxiliar e aconselhar jovens indecisos sobre os caminhos os quais estão abertos à sua frente e como eles devem ser analisados.

Vários profissionais que atuam nos diferentes mercados deram depoimentos para a obra. Como eles foram escolhidos? Buscamos entrevistados com trajetórias profissionais bem sucedidas, representatividade dentro se seu campo de atuação, professores das áreas citadas e jovens estagiários ou recém-formados que ainda têm frescas na memória a difícil etapa da escolha de carreira e que podem dar depoimentos, com linguagem e foco bem próximo do nosso público preferencial, que são os jovens.

Como surgiu a ideia de fazer o livro Escolha Certa? Há 50 anos, o CIEE pode ser chamado de “a casa do jovem”, pois por aqui passaram milhões de estudantes do ensino médio, ao lado de universitários, em busca de um estágio. Boa parte deles com triplo objetivo: conhecer o mundo do trabalho “por dentro”, obter uma renda, na forma de bolsa-auxílio, que lhes permita cobrir despesas escolares sem ter de abandonar os estudos, e vivenciar experiências que lhes garantam subsídios concretos para a escolha da futura carreira quando chegarem à faixa dos 17, 18, 19 anos – idade em que deveriam escolher o curso a fazer. Sensibilizado pela mescla de angústia, incerteza e temor desses jovens, o CIEE criou há 15 anos seu programa de Orientação e Informação Profissional, que já recebeu 1,2 milhão de participantes para suas palestras e oficinas gratuitas. Com a série de livros “Profissões”, já na quarta edição, procuramos ampliar o alcance dessa ação de apoio ao jovem na escolha da carreira, lançando a versão impressa e a digital, disponível para download gratuito no nosso portal e agora no site da VEJA.