Clique e assine com 88% de desconto

Jovem perde Enem e tem minuto de fama no Rio

Em São Paulo também há atrasos. 'Eu tinha me saído bem na prova de ontem', diz retardatário

Por Luis Bulcão, do Rio, e Fernanda Nascimento, de São Paulo - 23 out 2011, 12h52

Enem: cobertura completa

Confira o gabarito do sábado:

Provas azul, amarela, branca e rosa

Confira o gabarito do domingo:

Publicidade

Provas azul, amarela, branca e rosa

Leia também:

Professor dá dicas de última hora em SP

Matemática é preocupação no Rio

Publicidade

Jovem se atrasa e ganha 5 minutos de fama

Receba a correção da prova no seu e-mail

Publicidade

Repórter vira fiscal de prova no Enem 2011

Confira todas as notícias sobre o Enem aqui

Ao chegar atrasado para a prova deste domingo do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2011 e perder a avaliação, Alan Fernandes de Souza, de 18 anos, ganhou seus minutos de fama diante da Universidade Estadual do Rio de Janeiro. A correria em direção ao portão da UFRJ foi acompanhada por repórteres, fotógrafos e câmeras de TV. Assim que recebeu a negativa dos fiscais para entrar, Alan dirigiu-se para os microfones, tentando explicar o atraso.

“Foi o trânsito. Estou rindo de nervoso. Mandei bem na prova ontem, fiz curso preparatório”, disse o jovem, que tenta vaga para o curso de Direito. “Agora é esperar pelo ano que vem.”

Publicidade

Além de Alan, pelo menos outros cinco perderam o horário e a chance de fazer o Enem na UERJ. Os fiscais bem que tentaram ajudar. Um fiscal viu a aproximação de uma participante da prova e atravessou a rua para apressá-la. Enquanto o trânsito não permitia a passagem dos dois, o fiscal gritava “segura, segura!”, para que seus colegas deixassem um fresta no portão para ela passar. Foi a última. Depois chegou Alan.

Após conceder entrevistas, Alan, que além de estudar trabalha em um supermercado, se emocionou e deixou o local chorando. “Hoje não deu. Fazer o quê?”.

Em São Paulo, também houve atrasos e lamentações. O estudante Henrique Marques Souza foi o primeiro a encontrar os portões fechadas na Uninove, na Zona Oeste de São Paulo. Ele saiu de sua casa, na Freguesia do Ó, pouco depois do meio-dia, mas não chegou a tempo. “A lotação atrasou”, lamentou. “Ontem cheguei adiantado”.

Minutos depois das 13h, a estudante Neide Xavier, de 27 anos, chegou ao local da prova. “Por favor, me deixe entrar”, pedia aos seguranças do local. O pedido foi em vão. Neide ficou de fora do último dia de provas do Enem 2011. Jaqueline Bastos também. “Eu tinha me saído bem na prova de ontem”, disse.

Publicidade

Domingo – Termina neste domingo, a maratona de provas do Enem 2011. Nesta tarde, a partir das 13h, os candidatos respondem a 90 questões de linguagens e matemática, além de uma redação. Os estudantes terão 5 horas e 30 minutos para responder às perguntas. O tempo mínimo de permanência no local de prova é de duas horas. Logo após o exame, o site de VEJA divulga o gabarito das provas resolvido pelos professores do Curso Anglo.

Antes de ter início o exame, a matemática era a preocupação dos estudantes. No Rio de Janeiro, Adriano Luppe, de 16 anos, relembrava a Bhaskara – fórmula de nome estranho que estava na ponta da língua do participante. Adriano, que quer fazer economia na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), diz que fórmulas e cálculos não o assustam. Na prova deste sábado, ele acertou ao menos 60 questões e está confiante de que vai pontuar mais neste domingo.

Em São Paulo, um “professor” tirava dúvidas de última hora e encorajava os estudantes. Na Zona Oeste, Márcio Antônio Barbosa ensinava técnicas para calcular raíz quadrada e outras operações matemáticas que costumam assustar os menos preparados. O show foi bem recebido pela platéia de cerca de 20 pessoas.

“Sempre que ocorrem esses concursos e vestibulares, ensino técnicas para cálculos mirabolantes”, diz o rapaz, que passa os dias no Largo da Batata vendendo kits de estudo de matemática. Luciana Godoi, de 19 anos, é uma das e a aula. “Eu estava estudando por uma apostila com soluções complicadas. Resolvi vir aqui aprender um pouco mais. Sempre há tempo de receber dicas.”

Publicidade

Leia também:

Enem 2011: ‘professor’ dá dicas de última hora em SP

Matemática é a preocupação dos estudantes no último dia de Enem

Carregando…

Publicidade