Clique e assine com até 92% de desconto

Governo do Maranhão renomeia escolas que homenageavam militares

Foram rebatizadas dez escolas com nomes de ex-presidentes que governaram o Brasil durante o regime militar

Por Da Redação 31 mar 2015, 17h54

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), mudou o nome de todas as escolas da rede estadual que homenageavam personalidades que constam no Relatório Final da Comissão da Verdade, relatório que traz nomes de militares e responsáveis por crimes de tortura durante o regime militar. A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) identificou dez escolas em nove municípios maranhenses batizadas com nomes de ex-presidentes do Brasil que governaram o país sob o regime militar. O Diário Oficial será divulgado ainda hoje com as modificações.

Leia também:

“Sem educar não se avança”, diz ministro da Educação

Na cidade de Imperatriz, por exemplo, o antigo Centro de Ensino Castelo Branco passa a se chamar CE Vinícius de Moraes. Em Timbiras, a escola que levava o nome do ex-presidente Emílio Garrastazu Médici recebe o novo nome de CE Paulo Freire. Na capital, a Escola Estadual Marechal Castelo Branco muda para Unidade Jackson Lago, ex-governador do Estado.

Segundo a Secretaria de Educação do Maranhão, sugestões de novos nomes foram estabelecidas por pais, estudantes e representantes dos colégios e encaminhadas para votação de profissionais da educação, estudantes, funcionários das escolas e integrantes da comunidade onde se localizam as unidades escolares. Um dos critérios, de acordo com a secretaria, seria escolher entre “personalidades que tenham contribuído com a construção da identidade educacional municipal, estadual e federal”. O processo de mudança teve de respeitar o Decreto 30.618 de 2 de janeiro de 2015, que veda a atribuição de nomes de pessoas vivas a bens públicos no Estado do Maranhão.

(Da redação)

Continua após a publicidade
Publicidade