Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

FEA-USP irá reservar 30% das vagas para alunos da rede pública

A partir deste ano, a seleção será feita pelo Sisu e 177 vagas, do total de 590, serão reservadas para os estudantes oriundos do ensino público

Por Da Redação Atualizado em 26 out 2020, 16h13 - Publicado em 23 jun 2016, 14h56

A Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-USP) irá reservar 30% das vagas de todos os cursos para estudantes de escolas públicas a partir do vestibular deste ano. A seleção será feita a partir do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que prevê a entrada de candidatos pela nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Leia também:
Fuvest 2017 começa a receber pedidos de isenção de taxa nesta 2ª
Fuvest 2017: prova da primeira fase será em 27 de novembro

A FEA-USP tomou essa decisão na última quarta-feira e recusou, em votação dos membros representantes de professores, funcionários e alunos, a reserva de parte dessas vagas para alunos que se declaram ‘pretos, pardos e indígenas – essa denominação é usada de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Estarão disponíveis no Sisu cerca de 177 vagas anuais da FEA-USP. No total, são disponibilizadas 590 vagas nos cursos de economia, administração, ciências contábeis e ciências atuariais.

No ano passado, a USP iniciou a adesão ao Sisu como forma de aumentar a inclusão de alunos e a FEA optou por não participar.

Com essa decisão, o número de vagas na universidade no sistema de seleção é 34% superior à de 2016. Para o vestibular 2017 serão 1.996 vagas no Sisu, contra 1.489 no processo deste ano.

ECA-USP – A Escola de Comunicação e Artes da USP também irá adotar o Sisu. Para o próximo vestibular, todos os cursos de comunicação – educomunicação, biblioteconomia, jornalismo, editoração, publicidade e propaganda, relações públicas e turismo – vão preencher 81 das 270 vagas pelo sistema. Dessas 81 vagas, 34 serão reservadas para candidatos autodeclarados pretos, pardos e indígenas.

Continua após a publicidade
Publicidade