Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Estudante perde prova do Enem e diz que houve falha na organização

Mariluce Mariano, de 31 anos, alega não ter encontrado seu nome nem na sala onde fez o exame, no sábado, nem nos outros blocos da Uninove, na Barra Funda, SP

Uma estudante de 31 anos perdeu o segundo dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) porque, segundo ela, seu nome desapareceu do local do exame. Quando chegou à Universidade Uninove, na Barra Funda, em São Paulo, Mariluce Mariano não encontrou seu nome na lista da sala onde realizou a prova neste sábado. Barrada na entrada do bloco A, ela foi então instruída a ir para um dos outros dois blocos. Seu nome, porém, não constava em nenhuma lista e a estudante não conseguiu fazer a prova. Mariluce pretende cursar direito.

Em nota, “o Ministério da Educação esclarece não houve falha da organização e que a candidata estava ensalada normalmente e no mesmo local para a aplicação da prova no domingo, 25.

Os portões dos locais de prova do Exame Nacional do Ensino Médio foram fechados pontualmente às 13h deste domingo. O estudante Lucas Prado, de 23 anos, chegou um minuto depois: “Um minuto, pôxa! Por causa de um minuto, todo mundo paga o pato”, disse. O jovem, que pretende cursar Rádio e TV na Unicamp, afirmou que saiu de sua casa, em Itaquera, às 8h45, mas um dos dois ônibus que precisou pegar para chegar ao local de provas quebrou.

Julia Viana da Silva, de 21 anos, também chegou atrasada. A estudante, natural de São Luís do Maranhão, veio a São Paulo para tentar medicina e fazia cursinho há dois anos. “Cheguei na hora ontem e fui bem na prova, estudei o ano inteiro. Essa era a minha chance”, disse. Sobre o motivo do atraso, afirmou que sofreu com a lentidão do trânsito.

O segundo dia do Enem 2015 começou às 13h (de Brasília), quando os portões dos locais de prova foram fechados. Os candidatos terão que responder 45 questões de linguagens e códigos e 45 de Matemática, além de produzir uma redação em até cinco horas e 30 minutos. O tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é “A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira”, conforme divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), no perfil da instituição no Twitter.

Gabaritos – O site de VEJA publicará, após o término das provas, um gabarito extraoficial dos testes, com as questões resolvidas por professores do Anglo Vestibulares. Os gabaritos oficiais da prova serão divulgados até a quarta-feira (28) na página do Inep reservada ao Enem. Vale lembrar que os candidatos poderão saber quantas e quais questões acertaram, mas o número de acertos não traduz o desempenho dos participantes na avaliação. Isso ocorre pois o Enem segue a Teoria da Resposta ao Item (TRI) na qual acertos e erros têm pesos relativos, sendo o desempenho final determinado pela combinação de resultados.

Sobre o Enem 2015 – Este ano, foram 7.746.057 inscritos no exame, número que representa queda de 11,2% frente a 2014, com 8.722.239 alunos. De acordo com dados do Inep (Instituto de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), até as 18 horas e 30 minutos do sábado (24), 6.911.938 participantes haviam acessado seus cartões de confirmação. O percentual de abstenções ficou em 25,31%.

O MEC informou que a segurança para o exame foi reforçada, com a mobilização de 60 batalhões do Exército, que fiscalizam 64.190 malotes de provas, equipados com cadeado eletrônico, o que possibilita o controle do horário de abertura de provas.

Trabalham neste final de semana 30.435 pessoas nas equipes de segurança. Nos locais de prova, o número de detectores de metais foi duplicado e os equipamentos serão instalados também nos banheiros.