Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Estágio: jovens recém-efetivados contam como garantiram a contratação

VEJA.com conversou com cinco estagiários recém-efetivados nas empresas mais cobiçadas pelos jovens brasileiros

O estágio é uma das principais portas de entrada para o mercado de trabalho. Segundo o CIEE, Centro de Integração Empresa-Escola, a cada 100 estudantes que participam de um programa de estágio, 67 são efetivados. “O número só não é maior porque muitos estágios são realizados em órgãos públicos, sem possibilidade de efetivação”, diz Eduardo de Oliveira, Superintendente Educacional do CIEE.

Para garantir a efetivação, não basta apresentar disposição e excelentes notas. “Conseguir lidar com situações problemáticas, ter habilidade para engajar pessoas e se comunicar bem são pontos essenciais”, diz Daniel Borges, gerente de atração de jovens talentos do Google para a América Latina.

Desde 2001, a Companhia de Talentos, empresa especializada em recrutamento, seleção e desenvolvimento de profissionais em início de carreira, pergunta aos jovens brasileiros quais são as empresas mais cobiçadas por eles. O Google ficou em primeiro lugar no ranking do ano de 2014. Itaú, AmBev, Nestlé e P&G também aparecem entre as dez mais desejadas.

Encontre sua vaga pela Internet:

Centro de Integração Empresa-Escola

Associação Brasileira de Estágios

Catho

Cia de Talentos

Curriculum

Núcleo Brasileiro de Estágios

Vagas.com

Além disso, a pesquisa mostrou que, na hora de fazer a escolha do curso da graduação, 78% dos jovens levam em conta suas características, habilidades e gostos pessoais, 57% consideram as oportunidades de trabalho na profissão e 12% recorreram a uma orientação profissional. “A experiência do estágio pode contribuir para que o estudante tenha certeza de que optou pelo curso certo”, diz Eduardo de Oliveira, do CIEE.

Leia também:

Google abre inscrições para programa de estágio

Confira as 10 melhores empresas para trabalhar em 2015

Quando perguntados sobre o que acham que as empresas esperam de seus profissionais, 64% dos jovens mencionaram ‘resultado com práticas inovadoras’, 15% disseram ‘resultado a qualquer preço’, 11% citaram ‘resultado no modelo que a empresa está acostumada’ e 5% optaram por ‘resultado com práticas éticas’. “O estagiário não deve se prender somente ao que é solicitado a ele”, afirma Flávia Queiroz, gerente executiva da Page Talent, empresa especializada em processos seletivos para estagiários e trainees. “A ideia é que ele traga elementos a mais e sugestões antes não pensadas pelo gestor”, completa.

Para orientar estagiários que desejam continuar na empresa e não querem perder a chance de efetivação, VEJA.com conversou com cinco estagiários recém-efetivados em algumas das empresas mais cobiçadas pelos jovens em 2014. Confira: