Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Em ano sem greve, USP dá bônus a professores e funcionários

Valor é de 3.500 reais. Segundo reitoria, premiação é devida também à ascensão da instituição em rankings internacionais de avaliação

A comissão gestora da Universidade de São Paulo (USP) aprovou nesta terça-feira o pagamento de um bônus no valor de 3.500 reais a funcionários e professores em reconhecimento ao destaque que a universidade conquistou em rankings internacionais e também ao fato de, em 2011, os profissionais não terem promovido greves. A medida faz parte do Prêmio Excelência Acadêmica Institucional, criado em 2008 com objetivo de reconhecer ações de docentes e funcionários técnicos e administrativos.

“O esforço de todos os servidores docentes e técnico-administrativos deve ser reconhecido nessa conquista, principalmente face à continuidade das atividades acadêmicas e administrativas, sem que houvesse qualquer tipo de paralisação ao longo do ano, o que vem contribuindo sobremaneira para a melhora dos índices de qualidade da USP”, diz o comunicado da instituição.

Desde sua criação, o prêmio só foi concedido em duas ocasiões. Em 2008, no valor de 1.000 reais, e em 2009, de 1.500. Em 2010, a comissão gestora votou contra a distribuição do bônus. Em 2011, após a aprovação da comissão, o reitor João Grandino Rodas elevou o valor do pagamento para 3.500 reais. A primeira parcela do bônus, no valor de 1.750 reais, será paga no dia 26 de dezembro. O restante, será creditado em 11 de janeiro de 2012.

Rankings – Alguns rankings internacionais divulgados ao longo do ano apontaram o crescimento da mais importante instituição brasileira de ensino superior. No Webometrics Ranking Web of World Universities, divulgado em julho, a USP galgou oito posições, ficando entre as 50 melhores do mundo. Já no QS World University Ranking, de setembro, a ascensão foi de 84ª posições, atingindo a marca de 169ª melhor universidade do mundo. Em outubro, o tradicional Times Higher Education colocou, pela primeira vez, a USP entre as 200 primeira instituições do planeta. Também em outubro, a USP liderou a lista das melhores universidades da América Latina.