Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Confira as notas dos cursos de ensino superior

MEC avaliou centros universitários, faculdades e universidades de todo o país. Do total, 354 instituições receberam nota insatisfatória

De 2.020 instituições brasileiras de ensino superior avaliadas pelo Ministério da Educação, 354 receberam nota insatisfatória no ano passado. Essas universidades, faculdades e centros universitários receberam notas 1 e 2 no Índice Geral de Cursos (IGC), publicado no Diário Oficial da União. O grupo representa 18% das universidades examinadas.

Confira as notas dos cursos de ensino superior

Nesta sexta-feira, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), órgão do MEC responsável pelo processo, deve apresentar informações sobre as medidas que serão tomadas com relação as instituições que obtiveram notas baixas. As punições dependem da reincidência de resultados: se uma instituição obtiver conceitos insuficientes por dois anos seguidos, ela pode ser fechada.

Além do ICG, o Ministério da Educação (MEC) também publicou o Conceito Preliminar de Curso (CPC) de 2013. O CPC é o resultado de cada curso, calculado com a nota do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), além de avaliações de corpo docente, infraestrutura e recursos didáticos. O ICG, por sua vez, é composto de uma escala de notas de 1 a 5, calculadas pela média de desempenho (CPC) dos cursos de graduação nos últimos três anos em combinação com os resultados da avaliação da pós-graduação.

Leia também:

MEC reprova 27 cursos de medicina do país

Baixos conceitos no ICG, ou seja, notas 1 e 2, podem resultar em punições, como a suspensão da participação em programas de bolsas e financiamento estudantil do governo federal e até o fechamento da instituição. Na avaliação de 2013, a maioria das instituições de ensino (61%) obteve nota 3, índice considerado satisfatório; 17% receberam nota 4 e apenas 25 instituições – 1% – tiveram nota 5.

A cada ano, o MEC avalia um conjunto de cursos, analisando as mesmas graduações a cada três anos. Em 2010, o porcentual de instituições com notas 1 e 2 foi maior: 31% das 2.176 instituições avaliadas. Entre as instituições com IGC inadequado, a maioria é privada.

Um das mais conhecidas faculdades em São Paulo, a Fundação Armando Álvares Penteado (Faap), recebeu nota 2 em dois cursos (Engenharia e Computação). A instituição não comentou o fato. Há ainda quatro universidades com conceitos baixos, sendo uma pública: a Federal do Oeste do Pará (Ufopa). A instituição também não se manifestou sobre o resultado.

(Com Estadão Conteúdo)