Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Concursos: como encontrar seu lugar no setor público

Optar pela carreira de servidor e decidir em qual segmento dela atuar nem sempre é tarefa fácil. Especialistas orientam aspirantes na missão

As diferentes esferas do setor público oferecem condições atraentes para profissionais que sonham em atuar nesse segmento do mercado e também para aqueles que procuram boas oportunidades de trabalho em geral. Entre os atrativos, destacam-se salários (em média mais altos do que os pagos no setor privado), planos de carreira definidos e, é claro, estabilidade. Em alguns casos, é relativamente fácil saber a que lugar da administração pública o candidato é mais adequado. É o caso dos formados em direito, cuja graduação é exigência para o preenchimento de vagas de juízes e procuradores, por exemplo.

Leia também:

2013, o ano dos concursos públicos

Carreira mais procurada do Sisu prepara futuros servidores

Optar pela carreira de servidor e decidir em qual segmento dela atuar, contudo, nem sempre é tarefa fácil. As vagas oferecidas pelos diferentes órgãos públicas são taxativas quanto ao grau de escolaridade dos candidatos. Por exemplo: o candidato deve ter ensino médio completo em determinado concurso; em outro, superior. Porém, em muitos casos, essa é a única exigência, ou seja, podem se apresentar para o posto profissionais com formação diversa.

Este é apenas um item que o aspirante a servidor deve levar em conta. Para dedicar-se à missão de ser aprovado em um concurso – tarefa que, em média, consome ao menos um ano de estudos -, ele precisa analisar sua disponibilidade para a preparação e sua vocação profissional. VEJA.com ouviu especialistas para orientar aspirantes na tarefa: os estudiosos apresentam questões cruciais que devem ser consideradas pelo candidato. O primeiro passo, dizem os especialistas, é determinar para qual área o candidato vai dirigir suas energias. Estudar sem um foco claro é um erro comum e determinante para o fracasso.

Foram ouvidos Evandro Guedes, diretor administrativo do curso preparatório AlfaCon, e José Luis Romero Baubeta, diretor de recursos humanos do curso preparatório Central de Concursos.

Leia também:

2013, o ano dos concursos públicos

Carreira mais procurada do Sisu prepara futuros servidores