Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Abstenção no Enem 2013 é de 29% – a maior desde 2009

Ministro da Educação afirma que índice está dentro do padrão dos últimos anos. Mais doze pessoas foram eliminadas por publicarem fotos da prova

O índice de abstenção no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi de 29%, segundo balanço parcial divulgado neste domingo pelo ministro da Educação, Aloízio Mercadante. Isso significa que, dos 7,1 milhões de inscritos, pouco mais de 5 milhões de fato participaram das provas.

“Está mais ou menos dentro do padrão dos últimos anos”, afirmou Mercadante, a respeito das abstenções. No ano passado, o índice havia ficado em 27,8%. Se o número de 29% for confirmado, a abstenção de 2013 terá sido a maior desde 2009, quando 37,7% dos inscritos não compareceram.

De acordo com o Ministério da Educação, o segundo dia de provas do Enem – que incluiu avaliações de matemática, linguagem e redação – transcorreu sem maiores problemas, assim como havia ocorrido neste sábado. Apesar de problemas pontuais, como as fortes chuvas na Região Sul, os trabalhos prosseguiram em todos os locais de prova.

Neste domingo, mais doze candidatos foram eliminados por postarem fotos do exame por meio das redes sociais. Dessa forma, 36 candidatos acabaram desclassificados por esse motivo nos dois dias de Enem. O saldo total de desclassificados não foi divulgado.

Em Unaí (MG), um radialista tirou fotos do exame para, segundo o ministro, “tentar criar um fato negativo”. Ele foi algemado e levado para a delegacia, antes de ser liberado. O radialista deve ser indiciado por tentativa de prejudicar exame ou concurso público, crime previsto no Código Penal. “Tivemos algumas pequenas ocorrências, mas nada que mereça menção ou tenha prejudicado a realização do exame”, afirmou Mercadante.

Mais de 680 000 pessoas trabalharam na realização da prova durante o fim de semana. O gabarito sai na quarta-feira e os resultados individuais dos participantes devem ser divulgados na primeira semana de janeiro.