Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Zoom vai liberar acesso gratuito ilimitado no réveillon

O objetivo é aproximar as pessoas durante a pandemia. A empresa também estruturou uma operação para o Brasil

Por Luisa Purchio Atualizado em 12 dez 2020, 02h47 - Publicado em 13 dez 2020, 07h40

A plataforma de videoconferência Zoom anunciou que oferecerá gratuitamente o acesso ilimitado à ferramenta pelo público nos dias 31 de dezembro 2020 e 1º de janeiro de 2021. A ação acontecerá no mundo todo, com variação do limite nas datas apenas conforme o fuso horário de cada país. A ferramenta já libera gratuitamente o uso durante 40 minutos, mas cobra 14 dólares mensais pela licença com tempo indeterminado. “Ainda estamos muito fortes na pandemia. No Brasil, não sabemos nem em que onda estamos. É uma forma de conectar as pessoas e diminuir a distância”, diz Alfredo Sestini Neto, executivo-chefe do Zoom para Brasil.

Sobre o conhecido “congestionamento” de ligações que ocorre na virada do ano, decorrente do excesso do uso da rede de telefonia por muitas pessoas ao mesmo tempo, Sestini comenta que isso não ocorrerá, porque o Zoom possui um data center no Brasil e a aplicação é leve em termos de uso de dados.

Além disso, a empresa que tem sede em San José, na Califórnia, e que se expandiu de 10 milhões para 300 milhões de usuários em dois meses, anunciou que a sua operação no Brasil seria a primeiro de um país da América Latina a receber uma equipe própria. Desde agosto, Sestini, que trabalhou durante 13 anos na Oracle, está à frente da expansão no país. Ainda sem sede física por aqui, a Zoom mantém a operação à distância e, no futuro, pretende torná-la presencial e remota, a exemplo do que já ocorre nos Estados Unidos desde antes da pandemia.

A empresa faz parte das que dispararam de valor durante a pandemia da Covid-19, quando as pessoas passaram a trabalhar e fazer atividades remotas como aulas escolares e ginástica online. Listadas na Nasdaq, no fim de fevereiro, as ações da empresa valiam 105 dólares, e hoje valem 397 dólares.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês