Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Zona do euro poderia ampliar poder de fogo do ESFS

Por Da Redação 12 out 2011, 20h10

Por Patrícia Braga

Bruxelas – Os países da zona do euro estão considerando como aumentar, em pelo menos cinco vezes para2,5 trilhões de euros, o tamanho do fundo de resgate do bloco, informou hoje uma fonte à agência de notícias Dow Jones. O presidente da Comissão Europeia e membro da diretoria executiva da UE, Jose Manuel Barroso, pediu hoje cedo que os 17 países da zona do euro ampliem o Fundo Europeu de Estabilidade Financeira. “Deveríamos maximizar sua capacidade”, afirmou Barroso no Parlamento Europeu, sem oferecer detalhes sobre o assunto.

Uma fonte dentro da UE disse que especialistas estão em busca de várias opções para “alavancar” o impacto potencial financeiro do EFSF. Uma das opções seria deixar isso por conta dos bancos que poderiam obter fundos do BCE através de empréstimos ilimitados, mas “essa opção não é viável porque fere o Tratado da UE”, informou a fonte.

Uma segunda opção seria o EFSF garantir aos detentores de bônus de países endividados a “elevação de 10% ou 20%, por exemplo” na sua parte da cobertura de perdas se o país decretar default. Nesse caso, com o EFSF desempenhando o papel de garantidor, “especialistas acreditam que poderíamos multiplicar em três, quatro ou até cinco vezes a capacidade de intervenção do fundo”, explicou a fonte. A mesma fonte informou que nenhuma decisão foi tomada ainda e que as conversações sobre o assunto continuam em andamento. As informações são da Dow Jones.

Continua após a publicidade

Publicidade