Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

YouTube vai acabar com anúncios de 30 segundos antes dos vídeos

Companhia decidiu interromper veiculação desse tipo de anúncio, porque costuma ser pesado para usuários de aparelhos móveis

Por Da redação - Atualizado em 12 abr 2017, 18h50 - Publicado em 20 fev 2017, 11h25

O YouTube deixará de exibir aqueles anúncios de 30 segundos que são veiculados antes dos vídeos e que não podem ser interrompidos. De acordo com a companhia, mudança passa a valer a partir de 2018. No lugar desses anúncios, a empresa irá utilizar outros formatos de propaganda, incluindo o modelo de 6 segundos, lançado em abril do ano passado, e seus anúncios de 20 segundos.

Ao site de notícias Business Insider, um porta-voz do Google disse que a decisão serve para melhorar a experiência na plataforma. Segundo o Google, como mais da metade de suas visualizações de vídeo vêm de usuários móveis, os anúncios maiores podem afetar negativamente os consumidores com um plano de dados menor. “Nós decidimos parar de exibir anúncios de 30 segundos que não podem ser interrompidos a partir de 2018 e focar em formatos que funcionam tanto para usuários como para anunciantes” disse o funcionário da empresa.

Abaixo, dois exemplos de anúncios de 6 segundos:

Publicidade

O site de compartilhamento de vídeos também enfrenta a concorrência do Facebook, que começou a testar anúncios, permitindo que os anunciantes inserissem informes depois que os usuários assistissem a 20 segundos de um vídeo, no início deste ano.

Publicidade