Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Wall Street fecha em leve alta

A Bolsa de Nova York fechou em alta nesta terça-feira, após as fortes perdas registradas na véspera e diante de um mercado sem ânimo, a espera da cúpula europeia, nesta quinta-feira: o Dow Jones subiu 0,26% e o Nasdaq, 0,63%.

O Dow Jones Industrial Average ganhou 32,01 pontos, a 12.534,67 unidades, e o índice tecnológico Nasdaq avançou 17,90 pontos, a 2.854,06.

O índice ampliado Standard & Poor’s 500 subiu 0,48% (+6,27 pontos), a 1.319,99 unidades.

Após as fortes perdas na segunda-feira, os investidores “observaram o tamanho” da queda e avaliaram que foi excessiva, explicou Michael James, da Wedbush Securities.

Em um dia onde a situação nos Estados Unidos não teve grande influência, sem resultados ou anúncios importantes, os indicadores da Bolsa permaneceram sem alterações significativas.

A Bolsa abriu sob o dado positivo no setor imobiliário, com um aumento dos preços das residências nos Estados Unidos pelo terceiro mês consecutivo, segundo o relatório Case-Shiller publicado pela Standard and Poor’s.

Em seguida, o Dow Jones passou brevemente ao vermelho com a publicação da queda, pelo quarto mês consecutivo, do índice de confiança das famílias americanas, mas retornou ao equilíbrio.

A confiança das famílias nos Estados Unidos cai “a medida que os cidadãos veem suas perspectivas profissionais piorarem (…) e que a crise da dívida na Europa amplia o nervosismo nos mercados”, disse Chris Low, do FTN Financial.

Para Michael James, os mercados vão seguir em marcha lenta até o início desta quinta-feira, quando começa a cúpula europeia, que terá como tema central a crise da dívida, especialmente na Grécia e na Espanha.

No mercado obrigatório, o rendimento dos bônus do Tesouro a 10 anos foi a 1,628%, contra 1,608% na segunda-feira. O papel a 30 anos subiu a 2,698%, contra 2,682%.