Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Wall Street encerra quinta-feira em queda após fala de Bernanke

Por Don Emmert 8 set 2011, 18h40

A Bolsa de Nova York terminou em queda nesta quinta-feira, com o mercado dando sinais de insegurança após o discurso do presidente do Federeal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), Ben Bernanke, que se mostrou evasivo em relação às medidas a serem tomadas pela instituição em relação à situação da economia americana.

O Dow Jones perdeu 1,04% e o termômetro da tecnologia, Nasdaq, fechou em baixa de 0,78%.

Segundo cifras definitivas, o Dow Jones Industrial Average perdeu 119,05 pontos, a 11.295,81, e o Nasdaq sofreu baixa de 19,80 pontos, encerrando o dia a 2.529,14 pontos.

Já o índice ampliado Standard and Poor’s 500 perdeu 1,06% (-12,72 pontos), a 1.185,90.

O pregão havia começado o dia sem sinal definido, e passou a registrar queda após o discurso realizado em Minneapolis (Minnesota, norte dos Estados Unidos) por Bernanke.

Continua após a publicidade

“O Federal Reserve dispõe de vários instrumentos que podem ser utilizados para aumentar sua ajuda financeira à economia”, afirmou Bernanke.

Em um momento em que os indicadores econômicos americanos permanecem em uma espiral negativa, o presidente do banco central “não mostrou qual será a estratégia do Fed”, disse Peter Cardillo, analista do Rockwell Global Capital.

Os mercados, no entanto, já têm reagido positivamente ao discurso sobre emprego que será feito pelo presidente Barack Obama ante o Congresso nesta quinta-feira às 23H00 GMT (20h00 de Brasília), dizem especialistas.

“O mercado já antecipou o que (Obama) vai dizer”, disse Cardillo, referindo-se às recentes altas decorrentes da possibilidade de Obama anunciar investimentos de 300 bilhões de dólares para estimular a economia do país.

O presidente americano, que enfrenta forte oposição dos republicanos e cuja popularidade caiu drasticamente segundo as últimas sondagens, deve anunciar em seu discurso um programa de redução de impostos e de investimentos em infraestrutura.

No mercado obrigatório, cujos rendimentos evoluem em sentido contrário aos preços, o rendimento do bônus do Tesouro com vencimento para dez anos caiu a 1,986%, contra 2,036% na quarta-feira. Já o bônus com vencimento a trinta anos baixou a 3,310%, contra 3,354% na véspera.

Continua após a publicidade
Publicidade