Clique e assine a partir de 9,90/mês

Volkswagen dá férias coletivas a 4.200 trabalhadores em Taubaté

Medida, que deve durar até 18 de abril, paralisa a unidade que produz os modelos Voyage e up!.

Por Da Redação - 30 mar 2015, 14h59

Em meio à redução das vendas de automóveis no país, a Volkswagen concedeu férias coletivas a 4.200 funcionários dos 5 mil trabalhadores de sua fábrica de veículos compactos em Taubaté (SP) até 18 de abril, informou o Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté e Região nesta segunda-feira. A decisão paralisa a unidade que produz os modelos Voyage e up!. Representantes da montadora não comentaram o caso.

Segundo a entidade, a decisão da montadora ocorreu diante da suspensão do terceiro turno, que emprega cerca de 970 funcionários que serão remanejados para os dois outros turnos. Essa alteração vai demandar mudanças no sistema de produção, o que exigirá a paralisação da fábrica e por isso foram concedidas as férias coletivas, disse o sindicato. Outros 500 funcionários da fábrica estão afastados e 250 com contratos de trabalho suspensos (layoff).

Leia mais:

Acordo automotivo com México prevê livre comércio em 2019

Continua após a publicidade

Com automóveis e construção, vendas do varejo caem 4,9% em janeiro

A Volkswagen anunciou em fevereiro do ano passado investimento de 1,2 bilhão de reais na fábrica de Taubaté para a implantação da linha de produção do up!. Segundo o sindicato, a Volkswagen tinha planejado produzir 1.400 carros por dia na fábrica, mas a produção atual está em 850 unidades.

As vendas de veículos novos no Brasil no primeiro bimestre recuaram 23% ante o mesmo período do ano passado, para cerca de 186 mil unidades. Segundo a associação de montadoras, Anfavea, o setor terminou fevereiro com queda de cerca de 9% no total de funcionários ocupados, a 142,3 mil.

(Com agência Reuters)

Publicidade