Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Volkswagen admite que fraude chegou ao Brasil

Montadora fará recall de mais de 17 mil unidades da Amarok, picape produzida na Argentina e vendida no mercado brasileiro

A Volkswagen admitiu nesta quarta-feira que usou um software para burlar os resultados de testes de emissões de gases em motores a diesel utilizados pela picape Amarok, produzida na Argentina e comercializada no Brasil. O dispositivo foi instalado em modelos fabricados em 2011 e alguns em 2012. A companhia afirma, em comunicado, que o problema não afeta a segurança dos veículos.

A montadora também informou que as investigações que estão sendo realizadas na Alemanha determinarão se a utilização do software conseguiu ultrapassar os limites de emissões estabelecidos no Brasil, como ocorreu nos Estados Unidos e na Europa. A partir do ano que vem, a Volkswagen fará um recall dos 17.057 veículos afetados pelo problema para atualizar o programa.

A fabricante alemã reconheceu no último mês que instalou durante anos um software em 11 milhões de veículos com motor diesel EA 189, que permitia que o carro reconhecesse que estava passando por um teste e manipulasse as emissões de óxidos de nitrogênio, o que mudava o regime de funcionamento do motor.

Leia mais:

Volkswagen mantém plano de investir R$ 10 bi no Brasil

Doze indicadores para resumir a crise brasileira em números

(Com EFE)