Clique e assine com até 92% de desconto

Vivo foi a empresa com maior número de reclamações em 2013

Companhia encerrou o ano com 11.984 queixas no Procon-SP, seguida por Itaú Unibanco, com 7.199 chamadas

Por Da Redação 3 fev 2014, 13h49

A Fundação Procon-SP divulgou nesta segunda-feira o ranking das trinta empresas com o maior número de reclamações de consumidores registradas nos canais de atendimento da entidade durante o ano de 2013. A Vivo/Telefônica liderou a pesquisa, com 11.984 atendimentos. De acordo com o Procon, apesar de a companhia registrar o mais alto índice de solução (93%), os clientes ainda sofrem com problemas básicos, especialmente relacionados à telefonia fixa, como demora para realizar reparos ou atender pedidos de transferência de linha.

O Itaú Unibanco garantiu a segunda colocação do ranking, após registrar 7.199 reclamações em 2013. Em terceiro lugar, ficou a Claro, com 6.899 atendimentos, seguida pelo Bradesco e pela ViaVarejo (casasbahia.com, pontofrio.com, extra.com, barateiro.com), que somaram 5.897 e 4.914 chamadas, respectivamente.

Leia também:

Autuações da Receita atingem R$ 190,2 bilhões em 2013

Débito não autorizado lidera reclamações contra bancos

Setores – Em relação aos grupos, o setor de telecomunicações (telefonia fixa, telefonia comunitária, telefonia celular e TV por assinatura) apresentou o maior número de reclamações no Procon-SP, com 75.401 atendimentos em 2013, ante 66.618 no ano anterior. Já as instituições financeiras (banco comercial, cartão de crédito, cartão de loja e financeira) caíram para a segunda posição, após liderarem a pesquisa em 2012, com 66.929 registros em 2013, ante 74.987 no ano anterior.

Com um resultado bem abaixo das primeiras colocadas, as fabricantes de aparelhos celulares totalizaram 19.008 reclamações e garantiram a terceira posição do ranking. Em seguida, ficaram as empresas de microcomputadores e produtos de informática e os planos de saúde, com 14.099 e 12.859 atendimentos, respectivamente.

Continua após a publicidade
Publicidade