Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Vendas para o Dia dos Pais devem cair 9,4%, diz CNC

Instituição prevê que juros e inflação farão com que volume de vendas no varejo recue pelo segundo ano consecutivo, a maior queda desde 2003

Por Felipe Machado 1 ago 2016, 15h36

As vendas do varejo para o Dia dos Pais devem recuar neste ano, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). A entidade estima uma queda de 9,4% no volume de vendas na comparação com o ano passado. Se confirmado, será o segundo ano seguido de queda, e o pior resultado desde 2003. Em 2015, o recuo foi de 2,1%, segundo a instituição.

Na análise da CNC, a inflação e os juros altos contribuem para o resultado negativo. “Os segmentos mais dependentes das condições de crédito, como eletrodomésticos e produtos de informática, deverão se destacar negativamente”, diz Fabio Bentes, economista da instituição.

Leia também:
Itens de beleza estão entre os menos cortados na crise
Mercado reduz queda do PIB para este ano e inflação para 2017

A Confederação destaca também que preços de itens tradicionalmente associados a presentes na época aumentaram em um ano mais que a inflação medida pelo IPCA-15, como computadores (22,7%), câmeras fotográficas (20,7%) e televisores (16,7%). A média do IPCA-15, medido do IBGE, que recebe este nome por ser coletado a partir do dia 15 de cada mês, foi de 8,9% no período.

Continua após a publicidade
Publicidade